Geral

Fundador do site Reclame Aqui morre vítima da covid-19

Segundo o Portal R7, o empresário Maurício Vargas, fundador do site Reclame Aqui, morreu aos 58 anos devido a complicações da covid-19. Ele, que estava internado há mais de uma semana em um hospital particular de São Paulo, deixa pais, irmão e dois filhos.

Natural de Campo Grande (MS), Vargas era o presidente da companhia que fundou há 20 anos. O Reclame Aqui é um site destinado às reclamações de consumidores sobre produtos e serviços.

Vargas criou a empresa em 2001 como reação ao estresse vivido depois de perder um voo para um compromisso importante. Após o problema com a companhia aérea, que resultou em uma perda de negócios, o empresário procurou pelos serviços de atendimento ao consumidor da empresa para expor a sua indignação e não recebeu retorno.

A partir daí, ele notou a necessidade da criação de um site em que o consumidor pudesse expor os problemas e a ineficiência dos canais de atendimento das empresas e assim surgiu o Reclame Aqui, que atualmente é considerado uma das principais fontes de informações sobre consumo no País.

Fernando Belem, fundador do Reparô, startup de assistência técnica para eletrodomésticos investida pelo Reclame Aqui, fez uma homenagem a Vargas em post nas redes sociais. Ele também prestou solidariedade aos familiares e amigos do empresário.

“Hoje não conseguimos consertar o rumo das coisas, nem tudo conseguimos, mas temos a certeza que Deus o acolherá com braços escancarados por tudo que fez pelo Brasil. Honraremos o seu legado”, escreveu Belem.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios