Notícias

Aumenta número de jovens com covid-19 apresentando agravamento da doença no HCSPL

Esse cenário não foi observado em outros momentos da pandemia, fato que denota ineditismo à situação atual

As últimas semanas vêm sendo marcadas pelos piores índices epidemiológicos desde o início da pandemia em todo o Brasil, fato que se reflete diretamente no contexto de Veranópolis. No hospital da cidade, neste período crítico, uma alteração no comportamento do vírus foi observada. Analisando as internações do mês de março constata-se que aumentou o número de jovens com a covid-19 chegando à instituição em estado grave, fato que não havia sido observado em outros momentos durante o desenrolar da pandemia.

Análise do HCSPL comprova o ineditismo do momento. Segundo a casa de saúde, o que se pode afirmar é uma manutenção na média de idade dos internados, porém, uma alteração nos quadros de pacientes com idade a partir de 30 anos (jovens), os quais começaram, também, a precisar de ventilação mecânica, transferência para a UTI ou então alto fluxo de oxigênio. No último mês, por exemplo, um paciente com cerca de 30 anos necessitou de encaminhamento para a UTI, local onde se recupera neste momento. Assim, a média de idade se mantém semelhante a dos outros meses, contudo, cresceu o número de pessoas jovens agravando.

IDADENÚMERO DE HOSPITALIZADOS NO
MÊS DE MARÇO
0-100
11-200
21-303
31-4011
41-5017
51-6022
61-7012
71-8012
81-909
91-1000
Número de hospitalizados refere-se a pacientes internados em leitos clínicos e intubados | Dados HCSPL; levantamento Studio

Ao que se deve essa mudança

A questão divide a opinião de especialistas e ainda se apresenta como uma incógnita. Segundo o diretor clínico do HCSPL, Daniel Tressino, o fato foi consequência de um efeito denominador, em que com maior número de positivados, maior número de pessoas agravadas pelo vírus foi apresentada. A essa percepção, soma-se a possibilidade da circulação de uma nova variante na comunidade, mais agressiva, como aponta o prefeito de Veranópolis e médico cardiologista, Waldemar de Carli.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios