Notícias

Quatro pessoas aguardam por leito de UTI no hospital de Nova Prata

Havia apenas um paciente nesta situação no início da semana. Nesta noite, uma paciente com covid-19, faleceu no hospital. Ela havia sido entubada, mas por conta de sua piora repentina e agravada, veio a óbito.

Com o agravamento da situação da pandemia de covid-19, maior procura aos hospitais está sendo observada em todo o RS. Em Nova Prata, a situação não é diferente. Hoje, dia 05 de março, 28 pacientes estão internados por conta da covid-19, estando desses, quatro entubados. Um deles, porém, deve conseguir transferência nas próximas horas, para o Hospital Tacchini.

Na última atualização, feita no dia 02 de março, havia apenas um paciente sob ventilação mecânica e aguardando leito de UTI. Segundo o diretor da casa de saúde, um aumento significativo da demanda ocorreu nesta semana, chegando a 30 internados por conta da doença, simultaneamente, em alguns momentos. Esse fato converte-se na maior ocupação desde o início da pandemia.

A tendência, aponta, é que a situação piore, visto que, mais pacientes com gravidade estão chegando no hospital.

Óbito nesta madrugada

Uma paciente, de Vila Flores, com idade de 76 anos, faleceu na madrugada desta sexta-feira, dia 05, no hospital. Ela estava positiva para a covid-19 e sofreu um quadro de agravamento muito repentino.

Segundo informações, ela sofreu uma parada cardiorrespiratória, foi reanimada e entubada. Horas depois, veio a óbito. Essa situação, afirmam os gestores do hospital, não se configura como falecimento decorrente da falta de leitos de UTI, visto que, apesar dela estar a espera de uma vaga, pelo caso ser bastante grave, não haveria viabilidade de salvamento mesmo com a transferência.

A estrutura da casa

Em uma organização prévia, haviam sido separados 15 leitos para esses casos. Por conta da demanda alta, um remanejo precisou ser realizado e a capacidade expandida. Um andar inteiro da casa de saúde está sendo disponibilizado para casos da doença. No total, a máxima de expansão chega a 30 leitos, posteriormente, outro andar precisará ser aberto exclusivamente para o vírus.

O hospital é de média complexidade, possui oito respiradores e mais cinco carros anestésicos, possíveis para ventilação mecânica. As cirurgias eletivas estão canceladas na casa de saúde. O fato começou a valer desde o dia 25 de fevereiro. Em média, 220 operações são realizadas por mês no hospital, sendo delas, cerca de 60, eletivas.

No local são atendidos apenas pacientes dos municípios de referência, que são: Nova Prata, Vista Alegre do Prata, Protásio Alves, André da Rocha, Guabiju, São Jorge, Nova Araçá e Paraí.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios