Policial

Preso por estelionato homem que fazia depósitos bancários com envelopes vazios no RS

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos e Defraudações (DRCID), do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), na tarde desta quarta-feira (24/03), após o monitoramento de um indivíduo suspeito, o qual efetuava depósitos bancários em envelopes vazios, para aquisição de mercadorias comercializadas em plataformas de compra e venda, bem como em redes sociais, obteve êxito na identificação e prisão do suspeito, o qual no momento já havia depositado no caixa eletrônico da Caixa Econômica Federal.

No caso em questão, chegou ao conhecimento desta Especializada, através da segurança institucional da Caixa Econômica Federal, que seguidamente um indivíduo fazia diversos depósitos bancários por meio de envelopes vazios. Diante de tais informações, localizou-se 3 três boletins de ocorrência, nos quais as vítimas relataram que haviam comercializado determinado produto na internet, entregue tal produto, mas não haviam recebido o valor solicitado, considerando que o suposto comprador havia feito depósito bancário com envelope vazio.

Assim, os policiais civis passaram a monitorar a agência bancária que tinha a maior incidência de depósito em envelopes vazios. O indivíduo de 36 anos foi identificado, com antecedentes policiais por roubo, homicídio, tráfico de drogas, dentre outros crimes de menor potencial ofensivo.

Até o presente momento foi identificado que o suspeito fez em torno de 75 depósitos fraudulentos, somando um valor aproximado de R$ 130.000,00.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios