Notícias

Presidente da Câmara de Veranópolis afirma a importância da colaboração da comunidade para o combate a pandemia

"O depender de alongar ou não esse período (crítico) depende única e exclusivamente de nós, das nossas ações", afirma o vereador.

O momento mais crítico da pandemia de covid-19 está sendo enfrentado neste momento, tanto em Veranópolis, como no RS. Diante disso, as autoridades, em sua maioria, buscam conscientizar a população sobre a importância das medidas de enfrentamento à covid-19.

Ao encontro dessa postura está a Câmara de Vereadores de Veranópolis, que por meio de seu presidente, Cristiano Valduga DalPai (PDT), reforça a importância de cada veranense fazer a sua parte.

– O que é importante falar é (a necessidade da) conscientização das pessoas de que nós estamos passando por um momento complicado, momento que vai passar, mas o depender de alongar ou não esse período depende única e exclusivamente de nós, das nossas ações – aponta DalPai.

Durante a pandemia, os legisladores do mandato passado e deste novo, que começou em 2021, apresentaram-se bastante alinhados com a posição do Poder Executivo, situação que fez com que a comunidade veranense não presenciasse um conflito entre as diferentes esferas políticas municipais.

– As nossas ações têm sido proativas, apoiando as decisões do Executivo Municipal, ouvindo todas as demandas que vem até nós, porque a gente sabe (também) das dificuldades que o comércio está enfrentando – finaliza Dal Pai.

Em relação ao combate direto da pandemia, uma situação específica está sendo reivindicada pelo Legislativo. A vacinação dos professores foi tema de uma moção, aprovada por unanimidade pelos vereadores na última semana, em Veranópolis. Ela foi encaminhada aos deputados estaduais e federais, à Casa Civil do governo do RS e Câmaras da região, incentivando-as a fazer o mesmo processo. O objetivo é fazer com que esse projeto saia do papel e oportunize a vacinação para esse grupo o mais breve possível.

– Nós (vereadores) fizemos a nossa parte, nós não queremos “tumultuar”, queremos, sim, ser um elo de ligação entre esse segmento (professores) e o Estado e a União, e deu certo, a movimentação política foi muito forte e coesa – aponta o presidente.

Veja a entrevista completa com o presidente sobre o tema

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios