Notícias

Pacientes esperam há cerca de uma semana por leito de UTI no hospital de Veranópolis

Neste momento há duas pessoas entubadas no HCSPL, aguardando vaga em Unidade de Terapia Intensiva

A sobrecarga no sistema de saúde gaúcho é uma realidade. As UTI’s do RS apresentam-se superlotadas, chegando a 109,1% de ocupação nesta quinta-feira, dia 18. Diante disso, a dificuldade de encaminhamento de pacientes de leitos clínicos para leitos de UTI é latente. Essa realidade é observada, por exemplo, no Hospital São Peregrino Lazziozi, de Veranópolis, que não possui Unidade de Terapia Intensiva e está precisando auxiliar os pacientes, dentro de suas limitações, enquanto eles aguardam diversos dias por sua transferência.

Neste momento, na casa de saúde, há dois pacientes que retratam a situação crítica do sistema de saúde. Uma pessoa aguarda desde o dia 09 de março por um leito de UTI, sob ventilação mecânica, ou seja, está há nove dias entubada esperando seu encaminhamento. Outro paciente aguarda desde o dia 13 por uma vaga.

Para garantir a vida desses pacientes, o HCSPL organizou, em seu pronto socorro, uma “UTI improvisada” que mantêm entubados os pacientes e os garante uma estrutura para sobrevivência. A estrutura da casa de saúde, porém, é limitada, visto que é um hospital de média complexidade e está fazendo o máximo para salvar vidas. Até a última atualização desta notícia, há três pessoas aguardando leito de UTI no local.

Na casa, cinco pacientes já perderam a vida aguardando transferência. Outros conseguiram ser levados a outros hospitais e estão em tratamento. A maior dificuldade é para deslocamento de leitos SUS, porém, mesmo os provenientes de convênios e particulares, não estão conseguindo vaga.

Studio TV esteve no hospital para conhecer a real situação

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios