Notícias

Mesmo com estabelecimentos fechados, circulação de pessoas é registrada no Centro de Veranópolis

Apesar de ser abaixo do normal, se comparado a quando o comércio está aberto, número de pessoas circulando é elevado. A situação é vista como um problema pelas autoridades da cidade, visto que, o objetivo da bandeira preta é exatamente barrar a movimentação.

Desde o último sábado, dia 27 de fevereiro, os serviços não essenciais, de forma geral, estão com suas portas fechadas, em Veranópolis. Essa situação é decorrente da bandeira preta instaurada no RS, a qual busca barrar o avanço da covid-19, por meio da diminuição da circulação de pessoas. Apesar do decreto estar sendo seguido, a movimentação de veranenses pelas ruas da cidade está sendo intensa, fato que preocupa autoridades.

Registros da reportagem da Studio demonstram a circulação de pessoas pelas principais avenidas do Centro da cidade. Além disso, observa-se algumas pessoas sem máscara.

O fato preocupa autoridades, visto que, a situação epidemiológica de Veranópolis, bem como de todo o RS, é grave. Não há mais vagas em leitos de UTI e os hospitais apresentam-se superlotados.

– Não tem mais vaga de UTI para ninguém, esse é o grande alerta que a gente faz, para as pessoas se cuidarem. Eu não sei porque tem tanta gente na rua, não encontro explicação para isso, tem muita gente na rua […] está tudo fechado, e está cheio de gente – afirma com indignação o prefeito de Veranópolis, Waldemar de Carli.

Centro de Veranópolis na manhã desta quarta-feira, dia 03 | Foto: Michelle Pértile/Studio

O pedido do prefeito, bem como da Secretaria da Saúde, é para que as pessoas evitem a circulação desnecessária. Fiscalização e órgãos de segurança pública atuam para garantir que os estabelecimentos e demais serviços sigam as regras e que aglomerações sejam evitadas.

Veja também | Quatro pacientes aguardam por leito de UTI no hospital de Veranópolis

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios