Geral

Jovem do RS que caiu no golpe do namoro online consegue emprego graças a PMs

Notícia boa sobre o jovem que caiu no golpe do namoro, o Matheus conseguiu um emprego na cidade onde mora, em Gravataí, no Rio Grande do Sul

Mais uma vez, ele teve ajuda do Diogo Rafael Ávila de Moura, ex-professor dele no Proerd – Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência – que conseguiu um emprego para o jovem em um supermercado da cidade.

O soldado Diogo Rafael, do 17ºBPM, em Gravataí, também salvou o rapaz de 18 anos, que ficou 3 dias plantado na rodoviária de São Paulo à espera da “namorada” que conheceu pela internet. Quando chegou lá, a garota parou de responder às mensagens e bloqueou Matheus nas redes sociais.

O emprego

Diogo Rafael conseguiu emprego para o Matheus no supermercado Pomier.

O rapaz vai ser operador de loja e ficará responsável por repor os produtos e tirar dúvidas de clientes.

O gerente do supermercado, Joelson Trindade, disse que ficou sensibilizado quando viu a história e resolveu dar a primeira oportunidade de emprego para o rapaz.

Matheus conta que chegou a distribuir vários currículos antes, mas não conseguiu emprego por causa da pandemia.

A história

De acordo com o policial, a família de Matheus tem “elevada vulnerabilidade social”. O rapaz é órfão de mãe e não conhece o pai.

A garota com a qual ele se relacionou pela internet disse que morava em Osasco, na Grande São Paulo.

Eles tinham combinado de morar juntos, mas ela não compareceu ao encontro, marcado na rodoviária da capital paulista e ainda bloqueou o rapaz das redes sociais.

Desesperado, ele ligou para o soldado Diogo Rafael, no último domingo, pedindo ajuda.

Diogo Rafael pediu para ele se acalmar porque poderia ter acontecido algum imprevisto, acidente, ou a jovem poderia estar no trânsito congestionado de São Paulo.

Matheus esperou até o dia seguinte e nada. Ele continuava no banco da rodoviária sem dinheiro sequer para comer.

Na segunda feira, já desesperado, ele entendeu que tinha caído num golpe.

Volta pra casa

Preocupado com Matheus, o policial acionou a chefia dele para montar um esquema e levar o jovem de volta para o Rio Grande do Sul.

Em poucos minutos foram arrecadados R$ 500 para pagar a passagem da volta e gastos com a alimentação de Matheus.

Matheus conseguiu embarcar e chegou na rodoviária de Porto Alegre na quarta-feira, 10, à noite. Lá ele foi recebido pelo instrutor Diogo Rafael Ávila e pelo tenente-coronel Cilon, coordenador estadual do Proerd.

O policial disse que Matheus o procurou porque aprendeu uma das lições dadas no Proerd:

“Numa das últimas aulas, eu falo da rede de ajuda, a quem eles podem pedir ajuda: pai, mãe, tios, primos, policial militar, bombeiro, policial civil. Então isso pra mim é muito gratificante, porque no momento em que ele mais sentiu perigo, mais sentiu medo, ele ligou pra mim”, agradeceu Diogo Rafael.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios