NotíciasPolítica

Em Veranópolis, vereadores solicitam que pagamento dos impostos municipais sejam adiados

A proposta realizada por Cristiano DalPai (PDT) e Mara Guzzo (MDB) foi aprovada por unanimidade e busca solicitar a Prefeitura da cidade que o pagamento dos impostos seja adiado, por conta do momento crítico pelo qual passam os empreendedores.

Foi apreciada na segunda-feira, dia 08 de março, na Sessão Ordinária 07/2021 da Câmara de Vereadores de Veranópolis, a indicação nº 39, de 04 de março de 2021.

Com essa indicação, os vereadores buscam solicitar ao Executivo Municipal para que, através da Secretaria de Finanças, estude a possibilidade de prorrogar o prazo para pagamento dos impostos municipais (Taxa de localização e funcionamento, ISSQN incidentes sobre as atividades de autônomos, IPTU), que vencerem nos meses de março, abril e maio, passando para junho e julho.

A proposição foi de Cristiano Valduga DalPai (PDT) e Mara Lourdes Garib Guzzo (MDB).

– Essa indicação surge de uma necessidade que a gente nota no comércio local […] essa indicação ela tange esse segmento, ela tange que o poder executivo seja sensível a esse momento e repasse, a seu critério. […] Não vai ser uma perda para o executivo, vai ser um retardo na entrada, mas em compensação você vai dar um fôlego financeiro a quem hoje está em uma situação totalmente negativa – afirmou o presidente da Câmara, DalPai, na sessão.

No Plenário, a indicação foi endossada pelos demais vereadores, tanto de situação como oposição. A proposição foi aprovada por unanimidade.

O Poder Executivo deve receber a solicitação na quarta-feira, dia 10, quando começará a discutir a pauta. Segundo a Secretaria de Finanças, a situação deverá ser acatada, porém, ainda não há uma definição sobre o assunto.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios