Notícias

Em um mês, número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 148%

Dados foram analisados no período entre 04 de fevereiro e 04 de março. Além disso, o número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu em 111% entre as duas últimas quintas-feiras (de 229 para déficit agregado no Estado de 25 leitos de UTI).

O Rio Grande do Sul segue em alerta máximo por pelo menos mais duas semanas. Diante dos níveis críticos de ocupação de leitos e velocidade de propagação do coronavírus, o governador Eduardo Leite anunciou ontem, dia 05 de março, que todas as regiões serão mantidas em bandeira preta e sem cogestão regional pelo menos até dia 21 de março. A suspensão geral de atividades não essenciais, entre 20h e 5h, ficará vigente até 31 de março para reduzir a circulação de pessoas e, com isso, a circulação do vírus.

– Estamos numa situação muito crítica e que piora a cada dia. Mesmo com os esforços de ampliação de leitos, a velocidade de propagação do vírus e a velocidade do aumento das internações hospitalares é enorme, muito maior do que tivemos nos momentos críticos do ano passado. Em cada um dos picos de julho e novembro, chegamos a 2,6 mil pacientes internados em leitos clínicos e de UTI. Agora, temos mais de 7,2 mil pessoas hospitalizadas por Covid-19 – comparou o governador, em live.

A alta taxa de internações é agravada pela velocidade cinco vezes superior na variação diária de hospitalizações: se antes cerca de 60 leitos eram ocupados por dia, agora, são, em média, 350 pacientes a mais diariamente. Como essa variação (diferença entre número de pacientes que entraram e saíram de internações), que começou na metade de fevereiro e segue aumentando, significa que o pico ainda não foi alcançado e que, mesmo depois de alcançá-lo, ainda haverá maior demanda por leitos.

Veja uma análise comparativa entre os dados dos últimos dias:

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 9% entre as duas últimas semanas (de 2.589 para 2.818);
• número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) aumentou expressivamente em 45% no Estado entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.527 para 2.220);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou expressivamente em 58% entre as duas últimas quintas-feiras (de 2.667 para 4.204);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou expressivamente em 50% entre as duas últimas quintas-feiras (de 1.343 para 2.015);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu expressivamente em 111% entre as duas últimas quintas-feiras (de 229 para déficit agregado no Estado de 25 leitos de UTI);
• número de casos ativos aumentou 54% entre as últimas semanas consideradas (de 24.297 para 37.456);
• número de registros de óbito por Covid-19 aumentou expressivamente em 61% entre as duas últimas quintas-feiras (de 541 para 872).

Comparativo: situação entre 4 de fevereiro e 4 de março

• número de novos registros semanais de hospitalizações confirmadas com Covid-19 aumentou 260% entre as duas últimas semanas (de 783 para 2.818);
• número de internados em UTI por síndrome respiratória aguda grave (SRAG) aumentou 129% no Estado no período (de 970 para 2.220);
• número de internados em leitos clínicos com Covid-19 no RS aumentou 366% no período (de 902 para 4.204);
• número de internados em leitos de UTI com Covid-19 no RS aumentou 148% no período (de 813 para 2.015);
• número de leitos de UTI adulto livres para atender Covid-19 no RS reduziu 104% no período (de 697 para déficit agregado no Estado de 25 leitos de UTI);
• número de casos ativos aumentou 92% no período (de 19.470 para 37.456);
• número de óbitos por Covid-19 acumulados em 7 dias aumentou 178% no período (de 314 para 872).

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios