Geral

Brigada Militar por meio da Operação Angico finaliza com sucesso as buscas à quadrilha do roubo em Alpestre

No domingo (7/3), durante a Operação Angico no interior de Alpestre, os assaltantes do roubo a uma Agência Bancária foram localizados, sendo um preso e dois outros criminosos mortos durante confronto.

Após a prisão do líder da quadrilha pela manhã e confronto armado com equipe do BOPE no interior do mato a tarde, dois criminosos que cometeram o roubo ao Banco em Alpestre foram atingidos e não resistiram aos ferimentos. Nenhum dos policiais se feriu.

Com o preso, V. M. líder da quadrilha, foram apreendidos uma pistola e dois revólveres dos vigilantes do banco, com A. L. S. S. morto e outro ainda não indentificado foram apreendidas duas pistolas e uma quantia em dinheiro roubada da agência.

O comandante do CRPO FNo, Tenente-coronel Átila, relata que “ao ser estabelecido o perímetro, o BOPE passou a fazer buscas e as viaturas mantiveram constante pressão para impedir a fuga dos assaltantes. Atuamos com mais de 60 policiais militares e civis, 25 viaturas, variadas especialidades e forças de segurança do Estado e de Santa Catarina.”

O Subcomandante-Geral da BM, Coronel Santarosa, autorizou o emprego imediato do BOPE e do 3º BPChq, além do aporte dos efetivos do próprio CRPO FNo.

O cerco policial da Operação Angico foi uma ação integrada entre a Brigada Militar do CRPO Fronteira Noroeste, 3º Batalhão de Polícia de Choque, 37º Batalhão de Polícia Militar, 7º Batalhão de Polícia Militar, 4º Batalhão de Polícia de Áreas de Fronteira, Patrulha Ambiental, Batalhão de Operações Policiais Especiais, Batalhão de Aviação, Equipes de Inteligência e DEIC RS, Polícia Militar de Santa Catarina, Polícia Civil SC – SAER, Inteligência SC/Chapecó, Delegacia Planalto/Alpestre.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios