Notícias

Avanço da covid-19 diminui em Veranópolis, mas dados ainda preocupam

Óbitos, por exemplo, aumentaram exponencialmente nos últimos dias

Os dados epidemiológicos desta semana colocam Veranópolis em um paradoxo entre o reflexo das ações do passado e do presente. Como consequência deste último, com medidas mais restritivas, observa-se uma diminuição, mesmo que tímida, do avanço da covid-19 na cidade. O número de agravamento de pacientes parece decrescer no HCSPL e os atendimentos médicos, se comparada a última semana a esta, tiveram queda de 15% (de 444 para 375) na Unidade Sentinela.

Contudo, como consequência da maior movimentação de pessoas há cerca de 30 dias, com aglomerações e relaxamento da pandemia por parte dos munícipes, agravamento de casos estão sendo observados. Esse é o resultado do quadro visto no passado. Como consequência, a cidade viveu a semana com mais óbitos desde o início da pandemia: nove em sete dias.

Sobre esta última situação, acrescenta-se, possivelmente, a circulação da variante P1, mais transmissível e que auxiliou, segundo algumas autoridades, a agravar o quadro.

– Nós diminuímos o número de casos nesta semana, a partir de quarta-feira, já percebemos isso. Nós estamos diminuindo (também) as internações, não que elas cessaram por completo, mas a velocidade de internação esta semana está menor […] e a maioria são pacientes que estão ali a mais de 10 dias […] e nos últimos três, quatro dias ninguém mais foi para a UTI, então são dados que mostram que medidas tomadas estão surtindo efeito. Isso que estamos pagando esta semana (óbitos) é consequência de 20 a 30 dias atrás, não é uma consequência desta semana – frisa Waldemar

Situação HCSPL

Mesmo que com a manutenção do número de internados elevada, observa-se a diminuição de pacientes entubados. Muito é decorrente do grande montante de falecimentos registrados no hospital, porém, nota-se uma baixa no agravamento dos pacientes e a consequente diminuição de encaminhamentos para ventilação mecânica. No último sábado, dia 06, por exemplo, haviam sete entubados, agora há um e não se projeta, até o momento, novas intubações. Mesmo assim, a situação segue grave, as estruturas estão superlotadas e a contribuição da comunidade segue sendo ímpar.

Unidade Sentinela

Se comparada a última semana, houve uma diminuição de 15% no número de atendimentos médicos no Posto de Triagem de Veranópolis. De 444 consultas, o número caiu para 375. O número, porém, segue elevado e superando dados de meses anteriores da pandemia. O número de positivados também foi menor nesta semana: passou de 174 na última para 133 nesta. O número de casos ativos teve leve queda, ademais, se comparada a sexta-feira, dia 05, a última, dia 12: de 162 para 149.

Apesar dos dados apresentarem uma pequena melhora, é essencial que a comunidade faça a sua parte.

– Nós estamos de forma incansável, pedindo a colaboração da comunidade. Nós ainda percebemos na rua, muitas pessoas circulando, especialmente jovens, sem o uso da máscara. (Ela) é a única arma que ainda temos neste momento, para usar diariamente […] e, realmente, a gente não percebe a colaboração […] das pessoas na nossa comunidade. Nós temos um vírus que é uma ameaça real no nosso contexto, não é brincadeira! – frisa Vanessa

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios