Notícias

Após um ano da publicação do primeiro decreto municipal com medidas restritivas, Veranópolis encontra-se no pior momento da pandemia

Há um ano, o primeiro decreto municipal com medidas restritivas de controle a covid-19 foi publicado

No dia 16 de março de 2020 foi publicado o decreto municipal nº 6.561. Ele foi o primeiro conjunto de regramentos adotados pelo município de Veranópolis, objetivando barrar o avanço da covid-19. A principal mudança que ele acarretou aos veranenses, foi no cancelamento de eventos das diversas naturezas. A estratégia, naquele momento, era evitar aglomerações. O vírus era completamente desconhecido, o que dificultava a organização das estratégias. Na cidade, ainda não havia nenhum caso positivo, fato que foi ser presenciado no início de abril. O fechamento total do comércio foi realizado, embora, no dia 20 de março de 2020.

Hoje, dia 16 de março de 2021, um ano depois, o cenário é mais grave. Neste momento, com comércios fechados e eventos ainda proibidos, o município, bem como o país, encontra-se no pior momento da pandemia. Nas últimas 48h, três pessoas faleceram pela doença, sendo 12 óbitos contabilizados em nove dias. O hospital da cidade possui quatro pacientes aguardando por leito de UTI e mais 27 em leitos clínicos. Mesmo que com oscilações ao longo dos últimos 365, entre sucessivos altos e baixos, um ano depois, o que se constata é uma piora do quadro.

Os motivos para o agravamento são diversos, estando entre eles, a circulação de uma nova variante, agravada pelo relaxamento das medidas de segurança e distanciamento. Mesmo após um ano, a recomendação segue a mesma: higienização das mãos, uso de máscaras e evitar aglomerações, seguem sendo questões chave para evitar a disseminação da covid-19.

– Nós estamos de forma incansável, pedindo a colaboração da comunidade. Nós ainda percebemos na rua, muitas pessoas circulando, especialmente jovens, sem o uso da máscara. (Ela) é a única arma que ainda temos neste momento, para usar diariamente […] e, realmente, a gente não percebe a colaboração […] das pessoas na nossa comunidade. Nós temos um vírus que é uma ameaça real no nosso contexto, não é brincadeira! – frisa Vanessa Calioni, secretária de Saúde do município.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios