Região

Protásio Alves dá adeus a seu primeiro prefeito, Nilo José Stella

Município decreta luto oficial

Hoje, 25, as bandeiras a meio mastro demonstram que Protásio Alves está em luto oficial por três dias para reverenciar Nilo José Stella, integrante da comissão de emancipação e o primeiro prefeito do município eleito em 1988 pelo PMDB, tendo como vice, Reinelli Prigol. Em 2005, ele retornou ao Executivo como vice-prefeito de Eloes Hermes Marchetti, desta vez pelo PTB. Na vida pública, também ocupou o cargo de chefe de gabinete do prefeito Valdir Porta.

Seu Nilo, como era carinhosamente chamado, faleceu na noite de quarta-feira, 24, em Passo Fundo, e deixa como legado a dedicação a sua gente e leva consigo o respeito e o reconhecimento de todos.

O prefeito Itamar Girardi  lamenta profundamente o falecimento de Nilo José Stella e destaca a vida que ele dedicou ao município de Protásio Alves.

– Nosso pesar estará expresso para sempre na nossa história, na homenagem que prestamos a um grande homem –  diz Itamar.

Nascido em 15 de novembro de 1940, natural de Protásio Alves, Seu Nilo prestou serviços militares no 1º Batalhão, em Bento Gonçalves, quando fez um curso para equipamentos pesados. Após, foi chamado para atuar nos trabalhos de montagem de máquinas no Exército, em Santo Ângelo, onde permaneceu por seis meses.

Seu Nilo iniciou sua vida profissional na compra e venda de suínos junto com os seus irmãos, depois comprou o Bar Avenida, situado na esquina do Colégio Aparecida, em Nova Prata, mas logo vendeu e adquiriu o transporte coletivo em Protásio Alves, fundando Transportes Coletivo Protásio Alves Ltda, permanecendo até 1988.

Nilo José Stella foi sepultado na manhã de quinta-feira, 25, no Cemitério Municipal de Protásio Alves. Ele deixa a esposa Selina, os filhos Rodrigo José e Karla, nora, genro e netos. 

Texto: Sonia Reginato/C+C
Foto: Jornal Correio Livre

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios