Notícias

“Nunca vimos um avanço tão acelerado de internações como agora”, afirma Leite sobre a pandemia no RS

Por conta da situação crítica, medidas mais restritivas serão adotadas no estado a partir deste sábado

Em transmissão ao vivo na tarde desta quinta-feira, dia 25 de fevereiro, o governador Eduardo Leite atualizou informações referentes ao avanço da covid-19 no RS. Frisando constantemente a gravidade da situação que o estado se encontra, afirmou com convicção que todo o território estadual encontra-se no pior momento da pandemia.

– Nós não vimos ao longo de um ano, que temos casos do coronavírus aqui no estado […] um avanço tão acelerado de internações como nós estamos vivendo agora, um aumento no tempo de internação, agravamento do quadro de muitos daqueles que estão nos hospitais e não há a possibilidade de expansão infinita de leitos – frisa Leite.

Por conta da situação crítica, medidas mais restritivas serão empregadas em todo o RS. Todo o território estadual ficará sob regime de bandeira preta a partir do próximo sábado, dia 27 de fevereiro, até domingo, dia 07 de março. A oficialização desse cenário será realizada amanhã, na divulgação do mapa preliminar do distanciamento controlado.

A cogestão foi cancelada, por isso, flexibilizações autorizadas pelo modelo são suspensas e as regiões devem seguir o que delimita o governo do estado. Aulas presenciais para educação infantil, 1º e 2º ano continuam podendo acontecer.

– Precisamos de unidade no estado para o enfrentamento do coronavírus, não é o decreto do governador que resolve a taxa de contágio, é a efetiva adesão da população, é fundamental que as pessoas entendam o que está acontecendo – afirma o governador referindo-se o apoio que precisa de todos os gaúchos, principalmente dos prefeitos.

Nesta quinta-feira, dia 25, a taxa de ocupação de leitos de UTI no estado passou de 90%. A lotação na macrorregião da Serra Gaúcha encontra-se em 93,4%.

Veja o pronunciamento completo do governador

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Valorize o investimento na reportagem e jornalismo. Cópia somente com citação de fonte.

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios