Notícias

“Caminhamos para uma situação de quase colapso”, afirma prefeito de Veranópolis sobre a condição epidemiológica atual

Com aumento de internações, casos positivados para a covid-19 e crescimento na procura pelos centros de saúde, situação se intensifica em Veranópolis e região.

A situação epidemiológica de Veranópolis causa preocupação há cerca de uma semana. Se comparados os dados do dia 15, segunda-feira passada, e ontem, dia 22, observa-se que os dados epidemiológicos triplicaram: de 15 casos positivos para 43, de 43 testes aplicados para 127 e de 30 pacientes ativos para 94. Fato preocupa autoridades, entre elas, o prefeito do município referido, Waldemar de Carli.

– Caminhamos para uma situação de quase colapso, no sentido que esgota quase todas as nossas capacidades ambulatoriais […] agora temos que frear essa disseminação (da covid-19), caso contrário, em oito ou dez dias, não teremos onde baixar nosso pacientes – afirma a autoridade.

Essa situação é confirmada na Unidade Sentinela de Veranópolis, que apresentou, pela primeira vez, superlotação no dia de ontem. Diante disso, foi necessário que o Poder Público Municipal reforçasse a equipe que trabalha no local, buscando aumentar a capacidade de atendimento às pessoas que chegam ao local com suspeita de covid-19.

– A procura é muito intensa, nós (Poder Público) trabalhamos com isso há quase um ano e nunca enfrentamos uma situação como a de agora […] então pelos nossos cálculos, por esse crescimento exponencial da disseminação da doença, as nossas perspectivas não são nada boas, a não ser que a gente inicie hoje um período de restrição da circulação de pessoas – afirma o prefeito de Veranópolis.

A preocupação, nesse momento, é de um possível colapso repentino no sistema de saúde. Medidas mais restritivas estão sendo adotadas em todo o RS, visto que, o agravamento da pandemia é observado em todo o estado.

Veja a entrevista completa com o prefeito, que tratou sobre o tema

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios