Geral

Dia Nacional do Aposentado: relembre o que mudou com a reforma da Previdência no Brasil

Promulgação ocorreu em 12 de novembro de 2019 e a partir dali ela já começou a valer em solo nacional

Hoje, dia 24 de janeiro, comemora-se o dia do aposentado no Brasil. Quando o tema é a Previdência, a pauta que surge em mente é a reforma, que foi tão discutida e debatida, mas promulgada em novembro de 2019. Muitos brasileiros ainda possuem dúvidas sobre o que mudou e o que segue o mesmo.

De forma geral para quem já está aposentado, nada muda. O texto também não mexe nos direitos de quem já reuniu os requisitos para se aposentar. Já para quem está no mercado de trabalho, perto ou longe de se aposentar, o texto oferece vários caminhos. São as chamadas regras de transição.

Entre as principais mudanças, estão:

  • fixação de idade mínima para se aposentar (65 anos para homens e 62 anos para mulheres);
  • tempo mínimo de contribuição (15 anos para mulheres e 20 para homens no setor privado; e 20 para homens e mulheres no caso de servidores);
  • regras de transição para o trabalhador ativo tanto do setor privado quanto para servidores;
  • o valor da aposentadoria do setor privado e de servidores será calculado com base na média de todo o histórico de contribuições do trabalhador (e não descartando as 20% mais baixas, como feito atualmente);
  • para servidores, a regra é semelhante à do INSS, mas valerá apenas para quem ingressou após 2003; para aqueles que ingressaram até 31 de dezembro de 2003, a integralidade da aposentadoria (valor do último salário) será mantida para quem se aposentar aos 65 anos (homens) ou 62 (mulheres);
  • o valor descontado do salário de cada tralhador (quem ganha menos vai contribuir menos para o INSS; quem ganha mais vai contribuir mais).

Para caso de mais dúvidas, clique aqui e confira um resumo completo realizado pelo Portal G1. Além disso, leia a Emenda Constitucional na íntegra.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios