NotíciasPolítica

Da Câmara ao Altar: conheça a história do casal de vereadores Elenice e Edson

O amor permeia muitas das relações humanas. Mesmo que pareça difícil pensar em como ele interfere ou pode corroborar com a política, o exemplo de Edson Dall Agnol (MDB) e Elenice Pertile (MDB) surge para provar que, sim, ele pode ser empregado positivamente nas atividades públicas.

Ambos nomes que fizeram parte do mandato 2016 a 2020 na Câmara Municipal de Vereadores de Vila Flores e reelegeram-se nas eleições do ano passado, viram, junto ao trabalho desenvolvido, um relacionamento nascer. Para eles, a política passou de apenas um ofício e começou a tomar conta integralmente das suas vidas pessoais.

Elenice, 35 anos, é biomédica e técnica em enfermagem. Edson, 33 anos, é estudante de Direito e gerente de um estabelecimento. Ambos são filiados ao MDB.

2017: início do mandato e de uma história

No ano de 2017, tanto Elenice, como Edson, estavam em seu primeiro ano como legisladores. Ambos novos na Câmara travaram uma relação de amizade, visto que, suas ideias de projetos se assemelhavam e por serem “inexperientes” no trabalho como vereadores, ajudaram-se mutuamente.

O amor, entretanto, não ficou aquém de todo esse processo. A amizade dos dois tornou-se um namoro em outubro de 2017. A partir dali, o companheirismo de ambos fortaleceu-se. Elenice conta que isso auxiliou no trabalho, visto que, eles tinham oportunidades de debater propostas fora do ambiente da Câmara. Durante esses quatro anos, apresentaram-se inseparáveis, propondo ideias em conjunto e buscando verbas para a cidade também em par.

2020: o fim do mandato, a reeleição e o casamento

Um mandato de trabalho e namoro se passaram e um ano decisivo se colocou à frente do casal. O ano de 2020 era de eleições, final de mandato e a possibilidade de reeleição. Uma dúvida muito grande permeou Edson e Elenice, isto porque, agora que eram um casal, tinham receio de ambos concorrerem a um cargo no legislativo. Apesar de pensarem em apenas um participar do pleito, o partido, amigos e familiares apoiaram de forma consistente para que os dois concorressem.

Antes disso, porém, o casal dava um passo ainda maior. Em um ano decisivo politicamente, pois a reeleição seria uma grande conquista, o amor dividiu novamente o protagonismo, provando que ambos aspectos andam juntos para eles. Em fevereiro de 2020, Edson e Elenice casaram, fato marcante em um ano atípico. Assim, com as alianças na mão esquerda, ambos foram para a eleição.

No dia 15 de novembro, o resultado saiu: tinham sido reeleitos. Edson foi o mais votado, com 272 voto. Elenice foi a quarta mais votada, com 161 votos. Agora Edson seguirá como vereador e estará em 2021 assumindo a presidência da Câmara. Elenice será Secretária da Saúde da cidade.

Amor e política lado a lado

Para ambos, amor e política são palavras que possuem um significado mais amplo que para muitos, pois são substantivos protagonistas em suas vidas.

Edson define a política como um instrumento de transformação da sociedade. A mesma visão positiva sobre a esfera governamental está presente nas afirmações da Elenice, que pontua que a política é feita por cada político e, se o indivíduo que foi confiado pela população, usufruir corretamente do seu posto, poderá trazer muitos frutos positivos para a comunidade.

Em relação ao amor, muitas foram as respostas. Família e humanidade foram palavras utilizadas como sinônimos desse sentimento. Assim, a política, o amor pela política e o amor advindo da política demonstram que, sim, é possível conciliar essas duas esferas.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

7 Comentários

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios