You dont have javascript enabled! Please enable it!

Policial

Perícia psíquica leva à prisão de homem que abusava de menor no RS

A perícia psíquica foi decisiva para que um homem fosse preso pelo estupro de uma menor em Alvorada, na região Metropolitana de Porto Alegre. Um vigilante de 27 anos, investigado por produzir e armazenar conteúdo pornográfico infantil, também foi preso e indiciado pelo abuso de uma criança de 8 anos. O trabalho pericial feito com a criança iniciou no local da prisão.

Uma perita médico-legista acompanhou a ação da Polícia Federal. A perícia psíquica – uma entrevista investigativa, adaptada ao desenvolvimento infantil, que busca reforçar ou descartar a hipótese de abuso sexual – foi iniciada no local. A parte seguinte do trabalho foi realizada no 4° Regimento de Polícia Montada da Brigada Militar (4° RPMon), parceiro na realização de atividades com equinos. A técnica, pioneira no país, consiste na utilização de passeios a cavalo para facilitar a etapa seguinte da perícia psíquica, que é a abordagem de momentos traumáticos vivenciados pela vítima. A última etapa ocorreu no Centro de Referência em Atendimento Infantojuvenil (Crai), serviço mantido pelo IGP em parceria com a Polícia Civil e a Prefeitura de Porto Alegre, onde foi realizado o fechamento da perícia psíquica, conforme o previsto em protocolo internacional. “O resgate dessa menina ou de qualquer menor que sofra abuso é muito mais gratificante do que qualquer outra prisão ou flagrante. E esse trabalho só se torna completo com o apoio do IGP” afirma o Delegado da Polícia Federal, João Rocha. Durante a investigação sobre pedofilia na internet, os agentes federais descobriram que o homem tinha acesso à criança, que morava no mesmo terreno. “A perícia no local permite obter elementos probatórios robustos, desde o primeiro relato da criança, sobre os fatos que estão sendo apurados. Além disso, a observação de situações de vulnerabilidade possibilita ações protetivas”, afirma a perita médico-legista do IGP, Angelita Rios, responsável pelo Setor de Perícias Psíquicas. 

A ação foi acompanhada pela Brigada Militar. No local também foram apreendidos computadores, dispositivos de armazenamento de mídia e telefones celulares, onde foram encontrados vídeos e fotos de cenas sexuais envolvendo crianças e adolescentes.

📰 Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então faça parte de nosso grupo. Caso queira receber nossas notícias no Telegram, assine nosso canal.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido