Política

MPRS e Polícia Civil cumprem mandados de busca e apreensão em operação que investiga irregularidades nas eleições em Agudo

O Ministério Público do Rio Grande do Sul e a Polícia Civil deflagraram na manhã desta quinta-feira, 26 de novembro, a Operação Patrulha do Ouro, cumprindo seis mandados de busca e apreensão expedidos pela 119ª Zona Eleitoral do Rio Grande do Sul em residências e empresas, no município de Agudo. A investigação apura possíveis irregularidades cíveis e criminais ocorridas no ano de 2020, entre elas, fraude de licitação, captação ilícita de sufrágio, abuso de poder econômico, corrupção eleitoral e associação criminosa.

Segundo informações obtidas, os investigados fraudaram licitações no município com fins eleitorais. Após a análise do material apreendido na operação – aparelhos celulares, documentos e anotações –, o Ministério Público verificará a necessidade de novas diligências ou tomará as medidas judiciais cabíveis, caso os elementos colhidos sejam suficientes para a análise conclusiva dos fatos. A operação foi coordenada pela Delegacia de Polícia de Agudo, em conjunto com uma força-tarefa do Ministério Público e apoio da Delegacia de Polícia Regional de Santa Maria.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios