You dont have javascript enabled! Please enable it!

Notícias Policial

Em operação conjunta, Polícia Civil recupera tratores furtados em Dois Lajeados e Cotiporã

Segundo a Rádio Aurora de Guaporé, a troca de informações, somada ao trabalho minucioso de investigação, conduziu os agentes da Polícia Civil (PC) para a localização de duas máquinas agrícolas que haviam sido levadas de propriedades das zonas rurais dos municípios de Cotiporã e Dois Lajeados, entre os dias 13 de outubro e 10 de novembro de 2020, por criminosos.

Os tratores, ambos da marca Agrale, modelos 4100 e 4200, foram encontrados na tarde da sexta-feira, dia 20 de novembro, em um estabelecimento comercial (revenda) e outro de serviços (borracharia) em Caxias do Sul. A operação conjunta contou com atividades eficazes dos policiais das Delegacias de Guaporé, Cotiporã e da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (DRACO) de Caxias do Sul.

De posse de detalhes que pudessem levar o paradeiro dos tratores, policiais da DRACO deslocaram-se até uma borracharia, localizada no bairro São Ciro. Lá encontraram o Agrale 4200, cor vermelha, furtado numa propriedade rural da Linha Alegrete, em Dois Lajeados. Indagados, os atendentes informaram que a máquina havia sido deixada por funcionários de uma revenda para a realização de reparos. Esta, conforme os agentes da DP de Guaporé, havia sido levada com um equipamento de pulverização (Marca TKO) e outros objetos como serra manual, três furadeiras, plaina manual, roçadeira, carrinho de mão, chaves, televisor, talheres, lanternas e uma arma de fogo (Rifle Cal. 22 – Marca CBC).

Na sequência, deslocaram-se até a revenda, que fica na mesma comunidade caxiense e encontraram mais um trator Agrale 4100, cor verde, furtado do porão de uma propriedade rural da Linha Independência – Capela São Valentim, em Cotiporã. Além da máquina, os criminosos levaram um reboque dos agricultores e reviraram a residência.

As ações dos policiais civis durante todo o trabalho de investigação e apreensões dos tratores agrícolas foram coordenadas pelos delegados Tiago Lopes de Albuquerque (Guaporé), Tiago Madalosso Baldin (Cotiporã) e Luciano Righês Pereira (DRACO). As máquinas, após todo o processo burocrático, serão ressarcidas aos proprietários. Até o momento, não há registro de prisões dos envolvidos.

As atividades para a elucidação dos crimes, bem como o conhecimento da quadrilha, prosseguem.

Com informações de Eduardo Cover Godinho da Rádio Aurora de Guaporé.
Fotos: Polícia Civil (PC)

📰 Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então faça parte de nosso grupo. Caso queira receber nossas notícias no Telegram, assine nosso canal.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido