You dont have javascript enabled! Please enable it!

Geral Studio Sports

A burocracia assusta – América-MG 0 (6)x(5) 1 Internacional (Copa do Brasil – Quartas de Final – Volta)

Numa noite chuvosa de quarta-feira (18), no Estádio Independência, o Internacional venceu o América-MG por 1 a 0, mesmo resultado do primeiro jogo no Beira-Rio, e a disputa foi para as penalidades. O Coelho levou a melhor por 6 a 5 e passou para a Semifinal da Copa do Brasil. Mais uma vez o Inter fica pelo caminho…

O jogo foi sem criatividade, o América tem um time limitado, porém, muito bem organizado e anulou os espaços da equipe colorada, que mesmo assim, achou um gol no minuto final e levou a partida para a marca da cal.

Abel chegou a pouco tempo, está tentando ajustar algumas situações deficitárias, mas escalou mal a equipe, colocando jogadores que já tiveram várias oportunidades e não provaram bom futebol.

Imagens Sport Club Internacional, divulgação

O Sistema defensivo até parece mais protegido, mas a produção ofensiva assusta, pois não foram criadas jogadas de infiltração e nem chances de gol, sendo assim, a posse de bola foi sem objetividade.

Abel Braga terá muito trabalho pela frente, a mudança de esquema é clara, os jogadores precisam se adaptar ao novo método de jogo durante as competições e sem tempo para treinar, mas suas escolhas em relação aos jogadores precisam ser revistas, a equipe necessita de sangue novo para que a confiança seja retomada.

COMO JOGARAM:

Marcelo Lomba – Sem trabalho durante o jogo e nos pênaltis não acertou nem os cantos das batidas – 5,0

Rodinei – Sem criatividade e efetividade – 5,0

Zé Gabriel – Não foi exigido e fez uma partida segura – 6,0

Cuesta – Está mais protegido, isso concede confiança ao seu futebol – 6,0

Moisés – Esforçado, apenas isso – 5,0

Rodrigo Dourado – Aos poucos está pegando ritmo de jogo, foi bastante acionado, saiu cansado – 6,0

Rodrigo Lindoso – A bola passou bastante pelo seu pé, mas não houve criatividade – 5,0

Edenilson – Se esforçou bastante, mas está perdido neste novo esquema de jogo – 6,0

D’Alessandro – Se movimentou bastante e deu lucidez ao meio-campo, mas não tinha parceiro para tabelar com objetividade – 7,0

Leandro Fernández – Tentou, tentou, mas nada produziu – 5,0

Thiago Galhardo – Isolado no ataque, pouco fez e ainda errou o pênalti – 5,0

Yuri Alberto – Fez o gol no minuto final – 7,0

Uendel – Pouca produção ofensiva e perdeu o pênalti – 5,0

Caio Vital – Estreia na fogueira, mas mostrou ter qualidades, porém, precisam ser avaliadas em momentos mais tranquilos – 6,0

Praxedes – Buscou criar e estava na área para finalizar de cabeça – 6,0

Abel Braga – Escalou mal a equipe, insistindo em jogadores que não dão resposta positiva – 4,0

RODRIGO COSTINHA

📰 Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então faça parte de nosso grupo. Caso queira receber nossas notícias no Telegram, assine nosso canal.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido