You dont have javascript enabled! Please enable it!

Notícias

Amor e superação: neste dia do médico conheça a história de Yuri

Yuri possui um vínculo muito forte com a medicina | foto: arquivo pessoal

Amor, medicina e superação são três palavras que podem parecer simples, entretanto, para Yuri Peruffo Ávila, jovem de 29 anos, possuem um grande significado. O rapaz é médico e tem registrada em sua vida, uma grande história de superação. Para ele, a medicina é sua profissão, sua paixão e o que garantiu que ele continuasse vivendo. 

Assim sendo, neste dia do médico, 18 de outubro, vamos conhecer a sua história.

Como tudo começou

Ser médico sempre foi um anseio de Yuri, situação que o fez ingressar na graduação de medicina pela UNISC e, posteriormente, realizar a residência. Após árduos anos de estudo e dedicação estava ele, em 2019, finalmente atuando na área que ama, na cidade que tanto possui carinho: a Terra da Longevidade. Felicidade era o sentimento que prevalecia para ele naquele momento.

Contudo, tudo mudou no dia 21 de maio do mesmo ano, em que um AVC (Acidente Vascular Cerebral)  fez o mundo de Yuri virar de cabeça para baixo. A situação o deixou dois meses no hospital, oscilando entre diversos tratamentos, cirurgias de alto risco e períodos na UTI.

O médico estava na condição de paciente e teve de enfrentar diversos desafios, entre eles, impossibilidade de fala e dificuldade ao caminhar. Mas ele não desistiu. Muita fisioterapia, fonoaudiologia e força de vontade fizeram com que, dia após dia, Yuri melhorasse. Seu objetivo, durante todo esse processo era poder voltar a trabalhar, pois essa é a sua missão, seguir salvando outras vidas.

– o mais fácil era eu ficar em casa, mas eu disse, se eu não estiver aqui para trabalhar, não vale a pena. Tudo que eu fiz foi por causa da medicina – completou Yuri.

O papel dos médicos neste momento delicado

A medicina que já era de extrema importância em sua vida, tornou-se imprescindível no período de recuperação. Muitos foram os profissionais citados por Yuri, os quais, segundo ele, com muita atenção o cuidaram e o fizeram estar hoje, podendo novamente, salvar vidas. 

Entre os nomes, Yuri pontua ex colegas de faculdade e nomes de referência na área, entretanto, destaca com muita gratidão Rui Steglich, médico veranense, que o auxiliou em toda a logística no momento mais crítico. Outro nome que foi citado com muito carinho foi de Carolaine Grandi, sua namorada, a qual também é médica e o cuidou durante todo o tempo de recuperação.

– ela era minha médica particular, não saiu do meu lado em nenhum momento – pontuou o rapaz.

Yuri e sua namorada Carolaine trabalhando juntos | foto: arquivo pessoal

O médico Yuri após o AVC

Há cerca de oito meses, Yuri retornou aos consultórios, mas desta vez, como médico novamente. 

Ele afirma que a experiência como paciente alterou muito a sua visão do profissional de medicina e que, agora, diferentemente de antes do AVC, busca um atendimento muito mais humanizado.

– muda muito, eu tinha uma ideia de medicina antes e outra agora – atestou.

O que significa a medicina na vida de Yuri

Medicina, para Yuri, é amor. Em relação a isso, ele frisa que diante de todas as dificuldades, desafios e problemas que surgem em meio a graduação e trabalho, o que não deixa os médicos desistirem é a paixão pelo que fazem. Além disso, pontua que o amor pelo trabalho faz com que a medicina seja uma espécie religião na vida de quem com ela trabalha. 

– o que tu faz para o paciente é sempre por causa do amor – finaliza Yuri. 

Assim sendo, Yuri é um exemplo de como a medicina pode ter um papel central na vida de uma pessoa, estando ela na condição de médico ou de paciente. O amor pelo trabalho e a superação de Yuri inspiram e relembram a importância deste profissional na data dedicada especialmente a ele.

📰 Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então faça parte de nosso grupo. Caso queira receber nossas notícias no Telegram, assine nosso canal.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

26 Comentários

Clique aqui para fazer um comentário

error: Este conteúdo é protegido