You dont have javascript enabled! Please enable it!

Notícias

Funcionárias de empresa terceirizada da Prefeitura de Veranópolis realizam manifestação reivindicando pagamento de salário

Manifestação ocorreu na manhã desta quarta-feira | imagem: Studio

Uma manifestação foi realizada na prefeitura de Veranópolis na manhã desta quarta-feira, dia 16 de setembro. O movimento foi organizado e realizado por funcionárias de uma empresa terceirizada que realiza serviços de limpeza e que presta serviços para o município.

As manifestantes reivindicam o pagamento dos seus salários, visto que, eles estão atrasados a mais de seis dias. Essa não é a primeira vez que a empresa atrasa seus pagamentos, entretanto, nesse caso, foi a situação mais crítica.

– a gente só quer receber nosso salário […] tem mães aqui que são mãe e pai que tem filhos em casa passando fome, que tem contas para pagar, todas nós temos responsabilidades, direito de trabalhar e direito de receber – afirma Maria, funcionária da empresa a 1 ano e seis meses.

A prefeitura, em nota, explicou sua posição diante do fato. O poder público municipal, sempre que realiza contrato com empresas terceirizadas, possui o cuidado de observar algumas questões, como a responsabilidade da empresa com os funcionários, com os fiscos, com registros de quitações, etc. A regularização da empresa em relação a essas situações é apresentada em documentos, entregues mensalmente. No mês de setembro, essa empresa em questão, não apresentou a documentação necessária, assim sendo, para preservação, a prefeitura não realizou o depósito dos valores a empresa. O dinheiro para essa questão está em caixa, apenas não houve a liberação até o momento pela falta da documentação.

Diante dessa situação crítica, entretanto, a prefeitura irá depositar em juízo esse valor, para que haja a garantia de que os salários sejam repassados para os funcionários. Em tese, a responsabilidade com o pagamento dos valores não é da prefeitura, mas sim da empresa, pois é ela quem possui o vínculo empregatício com os funcionários.

Os contatos da nossa reportagem com a empresa não foram, até o momento, respondidos.

Assista a entrevista com manifestantes e entenda a situação

ATENÇÃO! Quer continuar receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte do novo grupo. Os grupos antigos deixaram de funcionar devido a uma atualização do WhatsApp.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

13 Comentários

Clique aqui para fazer um comentário

error: Este conteúdo é protegido