You dont have javascript enabled! Please enable it!

Região

Turismo de Vila Flores busca alternativas para se adaptar a nova realidade

Com o surgimento da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) o setor turístico mundial sofreu fortes impactos, sendo um dos primeiros a sentir os efeitos e consequências do isolamento social. Em Vila Flores não foi diferente e o turismo local, bem como o comércio, ainda sente os efeitos nos empreendimentos e atrativos turísticos. Seguindo a série de matérias sobre o reflexo da pandemia, a área turística é o tema desta vez. O departamento de Turismo, que integra a Secretaria Municipal de Agricultura, Indústria, Comércio e Turismo, segue trabalhando e tem buscado formas de auxiliar esta área.

As atividades diretamente voltadas ao turismo, como cursos presenciais de capacitação, visitas técnicas, encontros, reuniões e afins, seguem suspensas em atenção às normas de vigilância sanitária. O trabalho ficou limitado à esfera administrativa na Secretaria de Turismo. “Produção de material de folders, adesivos de carros, painéis em frente aos monumentos históricos, empreendimentos e atrativos turísticos, produção de notícias para página da Atuaserra e Termas e Longevidade, a criação do roteiro municipal de turismo, conhecido como Caminho Sagrado, com os recursos da Consulta Popular, são algumas das ações”, descreve o coordenador de Turismo do município, Levino Paludo, acrescentando que, ainda, a Secretaria trabalha na criação da arte das placas de sinalização turística do roteiro Caminho Sagrado e de outras de caráter regional.

Todavia, outras atividades foram desenvolvidas com os empreendimentos ligados à área turística, sejam na forma de visitas, contatos, busca de informações, experiências e estratégias adotadas para amenizar a situação causada pela pandemia. A maioria encontrou nas redes sociais a alternativa eficaz para atrair clientes. Os empreendedores de turismo empenharam esforços para assegurar sua a vida financeira, bem como, providenciaram a readequação dos espaços, adoção das medidas orientadas pela Secretaria da Saúde e Vigilância Sanitária, incluindo hábitos intensificados de higienização, incentivo à prevenção ao vírus e uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs). O objetivo é que Vila Flores, aos poucos, volte a receber os turistas, mas zelando pela saúde de todos.

Conforme Paludo, o Poder Público estimulou os empreendedores a se cadastrarem no Cadastur, com vista de obter o selo de segurança do Ministério do Turismo para o próprio empreendimento, medida que gerará mais confiabilidade e segurança para os frequentadores e turistas. De acordo com o coordenador, a pandemia tem demonstrado para as autoridades estaduais e federais o quanto o setor de turismo é forte e unido no Estado. Foi formado o G30, integrado por entidades, sindicatos, secretários de Turismo, prefeitos, em número determinado de municípios, a Amesne, com o propósito de apresentar contestações e proposições ao Governador do Estado RS, na fixação da cor da bandeira semanal. “Nesse sentido foram determinantes as intervenções que deu novo norte e não mais limitados ao abre e fecha, como normalmente ocorria, com base em dados reais por regiões e municípios” explica Paludo.

Em meio a todas essas transformações, Vila Flores está organizando dois cursos online nesta área: “Como podemos contribuir com a prosperidade do Turismo em nossa região?”, e a segunda etapa do “Juntos pelo Turismo”, para empreendedores de turismo sob a orientação do Sicredi e Sebrae. O primeiro inicia na segunda-feira, dia 17 de agosto, enquanto que o outro começa as atividades na quinta-feira, dia 20 de agosto.

ATENÇÃO! Quer continuar receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte do novo grupo. Os grupos antigos deixaram de funcionar devido a uma atualização do WhatsApp.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido