You dont have javascript enabled! Please enable it!

Geral Policial

Adolescente de 16 anos morador de SC morre com tiro acidental na cabeça, diz polícia

Segundo o Portal G1, um adolescente de 16 anos morreu quinta-feira (13) em Campo Belo do Sul, na Serra catarinense, com um tiro na cabeça. Segundo a Polícia Militar e a Polícia Civil, a suspeita é que tenha ocorrido um disparo acidental enquanto o garoto manuseava uma espingarda.

“Tudo leva a crer ter se tratado de um disparo acidental. A gente não sabe exatamente em que circunstâncias isso teria ocorrido porque não houve testemunhas do fato. Existe duas possibilidades que ainda não foram identificadas: ele teria tentado assustar alguns animais, possivelmente cachorros, e a arma teria disparado ou, muito provavelmente, ele teria passado andando no campo batendo com o cabo da arma no chão e ela tenha disparado acidentalmente”, explica o delegado Raphael Quagliato Bellinati, responsável pela investigação.

O caso ocorreu por volta das 12h em uma área rural da cidade. Segundo o delegado, as irmãs do menino o encontraram e chamaram os pais. Os bombeiros e a Polícia Militar foram acionados e o helicóptero Águia, da PM, chegou a pousar próximo da propriedade onde o garoto estava, mas ele não resistiu e morreu no local.

Segundo o delegado, não havia sinais de violência no corpo do adolescente e, a princípio, a possibilidade de suicídio também foi descartada. A polícia não informou de quem era a arma. Uma perícia foi realizada no local e o inquérito policial deve ser concluído em até 30 dias.

ATENÇÃO! Quer continuar receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte do novo grupo. Os grupos antigos deixaram de funcionar devido a uma atualização do WhatsApp.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido