You dont have javascript enabled! Please enable it!

Geral Policial

Corpo encontrado em lavoura de soja é de homem condenado por estupro e assassinato da sobrinha de 12 anos

Segundo o Portal Arauto, o laudo do Instituto Geral de Perícias (IGP) confirmou que o corpo encontrado em uma lavoura de soja no dia 12 de abril é de um detento do regime semiaberto do Presídio Estadual de Sobradinho. Conforme o titular da 2ª Delegacia de Polícia Civil de Santa Cruz, o material genético comprovou que o corpo é de Paulo Rogério Gross, de 56 anos. 

Gross foi condenado a 27 anos de prisão pelo estupro e assassinato da sobrinha de 12 anos. O crime, que chocou a comunidade santa-cruzense, foi cometido em fevereiro de 2010, no bairro Arroio Grande. Condenado em 2013, ele recentemente havia progredido de regime.

Conforme depoimento de uma familiar de Gross à polícia, ele reclamava de uma doença crônica, que pode ter sido a causa da morte. “Ele recebeu autorização para saída por sete dias do presídio e não retornou mais. Uma familiar nos disse em depoimento que ele seguidamente reclamava de uma doença e acreditamos que essa tenha sido a causa morte, pois o laudo não apontou nenhum indício de violência no corpo”, explica o delegado.

Ainda de acordo com Zucuni, outras pessoas serão ouvidas até a conclusão do inquérito.

Encontro do corpo

O corpo foi localizado pelo dono de uma propriedade rural, em Arroio do Couto, interior de Santa Cruz, e estava em avançado estado de decomposição. O caso aconteceu na tarde do dia 12 de abril. Uma cópia de um RG, no nome de Gross foi encontrada junto ao corpo, mas a polícia aguardava o laudo para comprovar a identificação.

Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido