You dont have javascript enabled! Please enable it!

Geral Policial

Caso Rafael: Reconstituição deve ocorrer nos próximos 15 dias

Segundo o Portal Infoco RS, uma reunião realizada nesta terça-feira, em Planalto, com a presença a chefe de Polícia, Nadine Anflor, iniciou a preparação para a reconstituição da morte do menino Rafael Winques. Além de Anflor, participaram do encontro integrantes do Ministério Público, o delegado de Planalto, Ercílio Carletti, o diretor do Departamento de Polícia do Interior, delegado Joeberth Nunes e a diretora geral do IGP, perita criminal Heloisa Kuser.

Ao visitar o local onde o menino Rafael foi morto, foram definidos pela chefe de Polícia, Nadine Anflor e a diretora-geral do Instituto-Geral de Perícias (IGP), Heloísa Helena Kuser, os detalhes de como irá ocorrer a reconstituição do crime, que deverá ser realizada nos próximos 15 dias. A ação será realizada de madrugada, justamente no horário em que o menino foi morto.

As investigações, por outro lado, prosseguem e a Polícia investiga se outras pessoas participaram da morte do menino de 11 anos, fato ocorrido no dia 15 deste mês. A mãe, Alexandra Dougokenski assumiu ter matado o filho, após medicá-lo, mas sem intensão de tirar a vida do mesmo.

Depoimentos ainda estão sendo confrontados pela equipe de policiais que trabalha no caso de forma exaustiva.

Na tarde desta terça-feira a delegada Nadine respondeu perguntas da imprensa, mas deu poucos detalhes das investigações. Ela ponderou em relação à importância da reconstituição a fim de agregar mais informações e dados ao inquérito. Na entrevista a diretora do IGP, Heloisa Kuser disse que prosseguem os trabalhos de pesquisas e que não há um prazo determinado para a divulgação de resultados das perícias. “Inúmeros elementos ainda precisam ser devidamente analisados em laboratório”, informou.

A delegada disse que nos próximos sete dias com certeza as ações voltam-se em executar a reconstituição do crime. “O inquérito está bem robusto e dentro de 15 dias, já com resultado dos laudos do IGP voltaremos a Planalto para realizar a reconstituição do crime”, afirmou.

Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido