Geral

Ao vivo: confira informações sobre pagamento do auxílio emergencial

Neste momento, o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, atualiza informações sobre o pagamento do auxílio emergencial.

Os beneficiários estão na expectativas do pagamento da segunda parcela do auxílio. A previsão inicial era de que o pagamento começasse na segunda-feira (27) para os inscritos no Cadastro Único e os cadastrados por meio do aplicativo e do site do programa. 

Acompanhe ao vivo

Caixa diz que conseguiu reduzir filas nas agências

A Caixa divulgou hoje (6) nota em que informa sobre uma “redução considerável das filas nas agências em todo o país”. Em muitos casos, diz o banco, unidades que antes tinham aglomeração de pessoas em busca do saque do auxílio emergencial tiveram suas filas zeradas antes da abertura das portas, às 8h.

O banco reforça que não é preciso madrugar nas filas. Todas as pessoas que chegarem às agências durante o horário de funcionamento, de 8h às 14h, serão atendidas, garante a Caixa. Mesmo com as unidades fechando às 14h, o atendimento continua até o último cliente do dia.

Cerca de 2 milhões sem conta ainda não resgataram auxílio de R$ 600

Até a tarde de ontem, dos 18,5 milhões de brasileiros sem conta bancária que receberam a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 (R$ 1,2 mil para mães solteiras), 16,49 milhões resgataram o benefício, disse o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Cerca de 2 milhões receberam o dinheiro nas contas poupanças digitais, mas ainda não o movimentaram.

A maior parte dos desbancarizados que fez o resgate optou por transferir o dinheiro para contas da Caixa em nome de parentes ou de amigos. Segundo Guimarães, 7,34 milhões fizeram essa opção, que, conforme explicou, equivale à retirada do auxílio. Uma hipótese para essa opção é de que a conta poupança digital permite transferências ilimitadas e sem custo para outras contas da própria Caixa.

Saiba como pedir a renda básica emergencial de R$ 600

Paga a trabalhadores informais de baixa renda e a beneficiários do Bolsa Família, a renda básica emergencial de R$ 600 ou de R$ 1,2 mil para mães solteiras será depositada de forma automática para quem já está inscrito no Cadastro Único de Programas Sociais (CadÚnico) e tem conta no Banco do Brasil e na Caixa Econômica Federal. Os demais trabalhadores terão de se cadastrar no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial ou no site Auxílio Caixa.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios