Policial

Polícia Civil prende acusado de latrocínio contra idoso em Caxias do Sul

A Polícia Civil, por meio da DRACO de Caxias do Sul, sob a coordenação do delegado Luciano Righes Pereira, prendeu temporariamente um homem suspeito do latrocínio contra um idoso, ocorrido no dia 27 de fevereiro deste ano.

A vítima foi encontrada morta no pátio de casa, localizada na Rua Rua Ambrósio Colombo, no bairro Rio Branco; teve o carro roubado e acabou morrendo às 14h45min no Hospital Virvi Ramos. Ele sofreu traumas múltiplos no crânio, face e tórax e acabou não resistindo aos ferimentos. No dia seguinte, o veículo da vítima foi encontrado e apreendido pela Brigada Militar.

Imediatamente após recebimento do procedimento policial, os agentes da DRACO de Caxias do Sul diligenciaram para elucidar o crime. Diversos elementos comprobatórios foram juntados e serviram de base para a solicitar a prisão temporaria ao Poder Judiciário.

A prisão tem validade de 30 dias podendo ser renovada por mais 30, ficando a critério da necessidade do autoridade policial e, posteriormente o Delegado também poderá solicitar a conversão em prisão preventiva

As investigações continuam para esclarecer o crime em sua plenitude e o Delegado solicita que toda informação relevante ao aprofundamento do caso seja repassada diretamente pelo número 54-9.8432-9312, canal de denúncias da DRACO de Caxias do Sul e garantido o sigilo absoluto.

Após os procedimentos de praxe, o preso foi encaminhado ao Sistema Penitenciário e colocada à disposição da Justiça.

Whatsapp DRACO Denúncias: 54-9.8432-9312

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios