Geral

PRF apreende 240 kg de camarão sem nota fiscal e sem inspeção sanitária em Osório

Policiais Rodoviários Federais flagraram na tarde desta sexta-feira (7), na BR 101, em Osório, dois homens que transportavam 240 quilos de camarão congelado no porta-malas de um automóvel, sem qualquer sistema de refrigeração.

Durante fiscalização, policiais rodoviários federais abordaram um automóvel Mégane Grandtour com placas de Gravataí, que transitava em direção a Gravataí. Logo que o veículo foi abordado foi possível observar que no banco traseiro e no porta-malas do carro havia 15 caixas de papelão com 16 pacotes de 1 quilo de camarão congelado em cada uma delas, sem nenhum tipo de acondicionamento térmico que garantisse a refrigeração da carga, e também não possuíam nota fiscal da carga. Ao serem indagados, o condutor e o passageiro disseram ter comprado o produto em Balneário Camboriú/SC e levariam para Gravataí. Quando foram abordados, eles já tinham percorrido cerca de 400 quilômetros com a carga em temperatura ambiente.

Diante do fato de não haver nota fiscal que comprovasse procedência, e da irregularidade do transporte de pescado, foi acionada uma equipe da receita estadual e outra da vigilância sanitária, que ao chegarem ao local identificaram que o camarão embalado também não possuía nenhuma inscrição de inspeção sanitária, não podendo assim ser garantida sua integridade para o consumo. Foram então lavrados autos de infração e o produto foi apreendido e descartado pela vigilância sanitária.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios