You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Geral

Justiça acolhe ação do Ministério Público e suspende atividades de empresa de bovinocultura de leite em Áurea

Atendendo pedido da Promotoria de Justiça de Gaurama em ação civil pública, a Justiça suspendeu as atividades de uma empresa de produção de leite em Áurea, na região norte do estado. A decisão, assinada na última segunda-feira, 17, julgou procedente o pedido liminar do promotor João Francisco Campello Dill, em razão de dano ambiental provocado pelo manejo incorreto de dejetos vinculados à atividade leiteira. A multa para o não cumprimento é de até R$ 500 mil.

Na propriedade, foram encontradas diversas infrações, além do despejo de excrementos nos arroios, resultando em contaminação das propriedades vizinhas, não era feito o descarte adequado das carcaças de animais mortos, além da falta de construção de valas adequadas de silagem, falta de observância do perímetro da pastagem e do manejo adequado de agrotóxicos.

A proprietária da empresa terá 20 dias para a remoção dos animais do local e só terá liberação para retorno das atividades após a aprovação de um projeto de adequação das instalações por órgão competente, bem como depois de obter licença ambiental para a atividade de bovinocultura leiteira.

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido