Geral

Miss Universo é da África: “mulher com minha pele não era bonita. Isso acaba hoje”

Pela terceira vez, a África do Sul leva o Miss Universo e desta vez a escolhida é a relações públicas Zozibini Tunzi, de 26 anos, que falou sobre a importância da representatividade no discurso de premiação:

”Eu cresci em um mundo em que uma mulher com a minha pele, a minha aparência e o meu cabelo não era considerada bonita. Isso acaba hoje! Quero que as crianças enxerguem o reflexo dos seus rostos no meu”, disse Zozibini.

A sul-africana foi eleita Miss Universo 2019 na madrugada desta segunda-feira, 9, em Atlanta, nos Estados Unidos.

Zozibini é a primeira vencedora negra desde 2011, ano em que Leila Lopes, Miss Angola, venceu a edição do concurso realizada no Brasil.

A última vez que o país ganhou foi 2017 com Demi Leigh Nel-Peters.

A disputa final ficou entre ela, a Miss Porto Rico, Madison Anderson, que levou o segundo lugar, e a Miss México, Sofia Aragon, terceira colocada.

Felicitações

Raissa Santana, a Miss Brasil 2016, fez questão de parabenizar a vencedora pelas redes sociais.

“E foi assim que @zozitunzi ganhou o miss Universo! Uma mulher forte, inteligente, linda e com um discurso tão verdadeiro!

Estou em êxtase!”, escreveu Raissa, que foi a primeira negra a vencer a competição após 30 anos da vitória da gaúcha Deise Nunes.

Veja o momento do anúncio:

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios