You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

Mudou foi nada – Internacional 1×1 Athletico-PR (Campeonato Brasileiro – 29ª Rodada)

Nesta quinta-feira (31), o Internacional reencontrou o Athletico Paranaense, em uma disputa por três pontos via Brasileirão, e assim como o Halloween, foi um show…de horrores!

O Internacional mostrou mais uma vez o porque não pode ser superior ao time comandado por Tiago Nunes. Mudou o treinador, mas as insistências e constantes teimosias continuaram, o que obviamente mostrou o péssimo resultado do jogo.

Começando com Patrick e D’Alessandro, acabou deixando o time do Internacional lento, contrariando completamente o que o técnico Zé Ricardo havia dito sobre “servir” o seu atacante Paolo Guerrero. A bola não chegava e, quando vinha, era sem ângulo de gol.

Esses dois pontos perdidos eram muito importantes, o time poderia chegar a 48 pontos, um a mais que o rival Grêmio, que irá enfrentar pela próxima rodada do campeonato, e que com uma vitória, deixaria a probabilidade do rival o alcançar um pouco mais distante. Agora o Grêmio mantém 47 pontos no campeonato, enquanto o Internacional conta 46 pontos, o Gre-Nal irá decidir muita coisa, principalmente quem irá garantir uma vaga direta na Copa Libertadores e quem terá que começar na fase inicial da competição, desgastando ainda mais o elenco.

Apesar de termos saído na frente com um golaço do Lindoso, deixamos o adversário gostar do jogo, se tornou mais uma vez um time previsível e assim, tomamos o empate.

Falando mais especificamente das teimosias do jogo entre Inter e Athletico; Patrick novamente foi péssimo, não agregou em nada e ainda deixou o Zeca totalmente apertado para resolver qualquer lance, o que acabou gerando o gol do adversário.

Outro que estava muito abaixo do normal foi D’Alessandro, que apesar da declaração polêmica em dizer que só porque está velho, não significa que não consiga mais correr, é notável que a idade está pesando, e em jogos com muita intensidade, não são mais seu forte.

Espero que para o clássico o técnico Zé Ricardo repita o time utilizado contra o Bahia, uma equipe que flutua mais e que tenha mais velocidade de transição de bola, sendo letal nos ataques em que chega com qualidade.

Precisamos nos classificar para a Libertadores, para garantir que em 2020 um técnico de maior estatura tenha uma boa razão para vir treinar o Internacional.

Agora tudo é GRE-NAL!

NOTAS:

Marcelo Lomba – Foi bem, mas ficou vencido no lance do gol – 7,0

Heitor – Se apertou muito, parecia inseguro – 6,5

Moledo – Monstro sagrado – 7,5

Cuesta – Joga de terno – 8,0

Zeca – Falhou no lance do gol – 5,0

Edenilson – Deixou de jogar o que sabe desde setembro – 6,0

Rodrigo Lindoso – Fez um golaço, digno do nome “Lindoso” – 9,0

D’Alessandro – Ídolo também precisa de críticas, muito abaixo do que sabe – 7,0

Guilherme Parede – Não farda nem no VEC – 4,0

Patrick – SAI DO INTER – 0,0

Guerrero – Perdeu pênalti e errou dois chutes na cara do gol – 4,0

Wellington Silva – Não basta ser diferenciado e não fazer gols – 6,0

Nico López – Tá deixando a desejar e não é de hoje – 4,0

Zé Ricardo – Não manteve o time vitorioso do jogo contra o Bahia e acabou se queimando completamente logo no segundo jogo. Parabéns! – 4,0

Willian Zanella

Imagens Sport Club Internacional, divulgação.

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. 5º FestFlor Vila Flores

    21 novembro | 00:00 - 24 novembro | 00:00
  2. Borrachão do Sangue Frio

    30 novembro | 14:00 - 1 dezembro | 04:00

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido