You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

A história se repete – Atlhetico-PR 2×0 Grêmio (Campeonato Brasileiro – 35ª Rodada)

Em seu segundo jogo na Arena da Baixada entre as equipes, sendo o quarto confronto no ano, paranaense e gaúchos duelaram com objetivos muito diferentes: um jogando por uma melhor classificação na competição para consequentemente um melhor prêmio, já o outro, no caso o Tricolor, jogando para garantir sua 21ª participação em Copas Libertadores de forma direta na fase de grupos, além da premiação.

Como já se esperava, em um jogo muito corrido na primeira etapa, com chances para ambas equipes, mas com uma vantagem paranaense. E com o diferencial de forma negativa no time do Grêmio, o Furacão abriu o placar ainda na primeira etapa, passando pela Avenida Galhardo.

Esperava-se que, com o resultado adverso da primeira etapa, uma imposição do time Tricolor, um melhor futebol, uma mudança de postura, e até mesmo mudança na equipe que demorou a acontecer, e sem resultado para o Grêmio, pois o time paranaense havia já feito o segundo gol com interferência do VAR, e para piorar ainda mais, Tardelli acabou chutando o adversário, sendo expulso de forma justa, assim como a torcida gremista está fazendo com ele: chutando ele de volta para a China ou para qualquer lugar do mundo, pois não acrescentou em nada ao time, pelo contrário, só levou alguns milhões.

A história se repete, assim como o placar adverso ao Grêmio, assim como ocorreu no outro jogo na casa adversária neste ano, pela Copa do Brasil.

Repete-se também a atuação de alguns jogadores que demonstraram mais uma vez não ter condições de vestir a pesada camisa do Tricolor.

Com a derrota, mesmo assim, estamos muito vivos para conseguir classificação direta a mais uma Libertadores, podendo já vir no próximo domingo no jogo contra o São Paulo, em confronto direto. Mas se não vier neste jogo, restarão ainda dois confrontos.

O ano poderia estar terminando de forma melhor, com mais títulos, além do Regional. Mas não pode-se dizer que o ano foi ruim. O inaceitável da temporada foi não ter conseguido a vaga para a final da Copa do Brasil diante deste mesmo Furacão.

Para 2020, será necessário contratações de jogadores, que além de bom futebol, tenham vontade de vencer. Mais importante que contratar, será começar o ano com jogadores longe da Arena, que comprometeram neste, foram uma decepção.

E claro, voltar a mostrar bom futebol para conseguirmos as vitórias e títulos!

NOTAS:

Paulo Victor – Insegurança, assim como no restante da temporada – 4,0

Galhardo – Sem condições de continuar no elenco – 2,0

Geromel – Não comprometeu – 6,0

Kannemann – Demonstrou alma guerreira, espírito brigador – 7,0

Cortez – Não comprometeu, porém, não contribuiu – 6,0

Michel – Não agregou – 5,0

Matheus Henrique – Esforçado – 6,0

Alisson – Muito inferior ao produzido na temporada – 5,0

Tardelli – Único chute perigoso do Grêmio sobre o adversário, irresponsável – 0,0

Everton – Cansado, levando o time nas costas – 6,5

Luciano – Ainda não atendeu as expectativas – 5,0

Pepê – Entrou com o time desestruturado – 4,0

Darlan – Sem tempo para contribuir com o time – 3,0

Renato Portaluppi – Tem créditos, porém, demorou para mudar a equipe, deveria ter feito no intervalo – 5,0

Jhon Louis Woms

Imagens Grêmio FPBA, divulgação.

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido