You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

Irreconhecível – Atlhetico-PR (5) 2×0 (4) Grêmio (Copa do Brasil – Semifinal – volta)

A quarta-feira, 05 de setembro de 2019, parou o Estado do Rio Grande do Sul. Todos os olhos, notícias, informações, mídia, imprensa e redes sociais, estavam voltados para as Semifinais da Copa do Brasil. Era a chance clara de termos dois GRENAIS decidindo uma competição nacional pela primeira vez. Gremistas e colorados confiantes diante das vantagens adquiridas nos primeiros 90 minutos. Bastava aos dois times apenas o empate, para que se consagrasse a maior final de campeonato que o Brasil já teria visto.

Coube primeiro ao Grêmio, entrar em campo na Arena da Baixada, para manter a vantagem de dois gols, e entrar na disputa pela 6ª taça da competição. Pois, com 2 a 0 de vantagem acumulada, a euforia ainda circulando pelo sangue gremista após a classificação para as semifinais da LA, era unânime entre os tricolores: O Grêmio estará na final!

Pois se voltarmos ao jogo da ida, os comandados de Renato Gaúcho poderiam ter vencido os paranaenses por no mínimo três, quatro, quem sabe cinco gols de diferença. O Grêmio massacrou em Porto Alegre.

Não é por nada que já vimos de tudo no futebol, que grandes vitórias já foram viradas, que jogos perdidos já foram ganhos, que times nanicos superaram galácticos. O futebol é uma caixa de surpresa, sempre foi, e continuará sendo pela eternidade!

A equipe muito bem treinada pelo ex-técnico veranense Tiago Nunes anulou o time gremista, tomou conta do jogo desde o princípio e foi ao ataque, sem qualquer medo.

Na minha concepção, Renato Gaúcho errou na escalação. Concordo com a presença de Rômulo em campo, levando em conta sua estatura física e sua boa participação contra o Palmeiras, mas a presença de Pepê ao invés de Diego Tardelli é inadmissível. A não ser uma justificativa médica, o jogador com maior investimento por parte da direção gremista tinha obrigação de estar em campo.

Talvez isto não evitasse a derrota gremista, mas certamente a experiência e qualidade de Tardelli, contribuiriam muito para segurar a vantagem gremista.

Deixo uma pergunta aos leitores gremistas. Se Tardelli não jogasse uma decisão deste tamanho, quando vai jogar?

Pepê até pode ter qualidade, mas ainda não está pronto para decisões. Acho que poderá dar boas alegrias a torcida, mas na hora certa.

A primeira etapa terminou com vantagem athleticana. Aos primeiros minutos do segundo tempo, o carrasco tricolor Marco Ruben ampliou; Kannemann foi expulso logo depois e a pressão paranaense só aumentou.

Ainda é discutível um pênalti para o Grêmio, não marcado pelo árbitro mesmo após avaliação do VAR. A bola tocou no braço do defensor paranaense, mudou a trajetória que ia em direção ao gol. Na minha avaliação pênalti!

A decisão foi para a loteria dos pênaltis. Pepê errou a última cobrança que eliminou o Grêmio.

Nos resta torcer pelo primeiro título do Athletico Paranaense!!

NOTAS:

Paulo Victor – Não falhou nos gols, mas vem se mostrando inseguro. Precisamos de um novo goleiro – 5,0

Leonardo Gomes – Jogou pouco tempo e aparentemente sofreu grave lesão – 5,0

Geromel – Errou no gol de Marco Ruben. De resto, foi bem – 6,0

Kannemann – Sua expulsão foi determinante para a derrota gremista – 3,0

Cortez – Quando foi ao ataque foi ineficiente. Participou muito pouco da partida – 4,0

Matheus Henrique – Falhou no segundo gol. Talvez tenha sido sua pior partida pelo Grêmio – 4,0

Rômulo – Não tem a qualidade do Maicon na saída de bola, mas cumpriu a função de marcação – 5,0

Alisson – Foi o único que se salvou. Tentou puxar os contra-taques e foi o protagonista do time – 7,0

Jean Pyerre – Não conseguiu armar jogadas. Teve pouca participação – 6,0

Pepê – Além de perder o pênalti, foi ineficiente no ataque. Não serve para jogar no Grêmio. Ajudou um pouco na marcação – 1,0

André – Praticamente não jogou. Mas foi participativo nas bolas alçadas na área – 4,0

Galhardo – Entrou muito mal. Fraco na marcação e ineficiente no ataque – 3,0

David Braz – Entrou muito bem. Foi um dos melhores em campo. Fez até gol, que foi anulado – 7,0

Thaciano – Substituiu bem Jean Pyerre, reorganizou o meio-campo do Grêmio – 6,0

Renato Portaluppi – Errou na escalação de Pepê e na ausência de Tardelli. É bem verdade que tem créditos com o Grêmio, mas errou feio e foi o maior culpado pela eliminação – 2,0

Romeo Tedesco

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. Fenachamp 2019

    3 outubro | 08:00 - 27 outubro | 17:00
  2. XXIV Baile de Casais | Caravággio Vila Flores

    19 outubro | 22:30

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido