Geral

Homem mata gato com tiros de espingarda e é preso na Zona Sul de Caxias

Segundo o Portal Leouve, um caso de crueldade contra animais foi registrado na tarde deste sábado (28), em Caxias do Sul. Por volta das 15h a Brigada Militar foi acionada para atender uma ocorrência de confusão entre vizinhos no bairro Kayser, Zona Sul da cidade.

Ao chegar no local os policiais encontraram um homem de 57 anos, visivelmente alcoolizado e ferido em via pública, perguntado sobre o que havia ocorrido, ele disse que tinha brigado com a vizinha porque o gato dela havia invadido sua residência e ele teria feito disparos com uma espingarda de pressão em direção ao animal que estava no telhado.

Os tiros acertaram o gato na altura do pescoço, que despencou e caiu morto no pátio da casa do autor. Em ocorrência registrada na delegacia de polícia a proprietária, 29 anos, do animal, disse que estava estendendo roupa quando ouviu o vizinho falar que havia pego o gato e que esse não incomodaria mais.

Ao se aproximar do muro, ela teria visto o bicho caído e percebeu que era uma de suas gatas. Conforme relato da própria dona, ela foi até a frente da casa do acusado e conseguiu entrar no local para recuperar o bichinho, já sem vida.

Foi nesse momento em que iniciou uma briga entre a dona do gato e o autor dos disparos. Ele teria a empurrado contra vasos de flores e plantas, enquanto o marido dela chegou no local para defende-la e também deu um empurrão no suspeito de ter matado o gatinho.

O autor da morte do gato, que não teve o nome divulgado, confessou aos policiais que havia matado o animal. Ele foi preso em flagrante e levado para a Central de Polícia. Junto com ele foi a apreendida a arma de pressão utilizada no crime.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios