Geral

Operação conjunta entre MP e Polícia Civil combate lavagem de dinheiro em Santa Rosa e Tuparendi

Foi desencadeada nesta terça-feira, 13, uma ação conjunta entre a Promotoria de Justiça Criminal de Santa Rosa e a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) da Polícia Civil contra o crime de lavagem de dinheiro em esquema de pirâmide nos municípios de Santa Rosa e Tuparendi.

Segundo o promotor de Justiça Criminal de Santa Rosa, Leandro Capaverde Pereira, o Ministério Público e a Polícia Civil devem cada vez mais desarticular o que chamou de “criminalidade econômica”. “Novas investigações de combate à lavagem de dinheiro e crime organizado nesses mesmos moldes devem ser realizadas”, afirma o promotor.

Foram apreendidos, no cumprimento de 14 mandados de busca e apreensão, automóveis de luxo, eletrônicos, armas, documentos e quase R$ 100 mil em dinheiro, além do bloqueio de contas bancárias. Até o momento, um homem apontado como o líder da organização foi preso preventivamente. Estima-se o envolvimento de, pelo menos, 10 pessoas.

A INVESTIGAÇÃO

A operação denominada Display teve início há cinco meses, a partir de denúncias de moradores locais de Santa Rosa. Após a instauração do inquérito, foram recolhidas informações a partir de dados fornecidos pela Receita Federal e pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). Foi comprovada a movimentação de cerca de R$ 13 milhões entre crimes de apropriação indevida, estelionato, receptação, entre outros, ocorridos nos últimos 10 anos.

Com informações do MP RS.

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios