You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

Copeiro! – Palmeiras 1×2 Grêmio (Copa Libertadores da América – Quartas de Final – volta)

Já se dizia nos rincões da América do Sul que: TRADIÇÃO NÃO SE COMPRA, SE CONSTRÓI! E no jogo desta terça (27), o Tricolor Gaúcho mostrou isso.

Quartas de final de Copa Libertadores da América, Grêmio e Palmeiras reeditaram os clássicos da década de 90. O clube mais rico do Brasil contra o de melhor gestão da atualidade. O time que investe sem medo de não conseguir pagar, contra o time que faz da sua base o conceito para vitórias.

A decisão, para muitos, estava decidida…ledo engano!

O Palmeiras havia vencido em Porto Alegre na partida de ida, decretando para muitos a sua classificação. E estava confirmando no jogo de volta. Começou melhor, pressionando o Tricolor e saiu na frente. Pronto, estava sendo confirmado as previsões. Porém, previsões estas, de quem não conhece a alma copeira do Tricolor Gaúcho!

O time que possui em seu DNA a estigma de nunca desistir, de nunca recuar, de lutar, de mostrar ao mundo o quanto a palavra IMORTAL está impregnada nas suas cores azul, preto e branco.

Em sete minutos o Grêmio virou o placar ainda no primeiro tempo. Calou o Pacaembu, amordaçou as bocas infâmias que diziam que o Grêmio estava eliminado. E aí começa a tradição deste Tricolor.

Lembrando os tempos áureos das décadas de 80, 90 e agora 2000. Pois o time, de uma forma estratégica, joga marcando feito gaudilhos, sem se preocupar em atacar. Não deixou o Palmeiras em nenhum momento parecer que iria virar o placar.

O segundo tempo foi demonstração de toda a tradição gremista chegando em sua terceira semifinal seguida de uma Copa Libertadores. Até tentaram, numa ação ridícula do VAR, tirar a vaga do Tricolor. Não conseguiram!

Nós, gremistas, temos que agradecer a cada dia por termos um presidente como o que temos, que regularizou as finanças do clube, trouxe as vitórias e títulos e, o principal, se negou a vender Everton por qualquer mixaria.

E agradecer também por ter Renato Portaluppi. Que estrela tem esse rapaz. Que virada que ele proporcionou nesse confronto.

Obrigado por nos dar esse futebol maravilhoso de assistir, com pouco investimento e muita estratégia.

Essa vitória pode ser daquelas que encaminham um clube ao título da competição.

E depois de ontem, por que não sonhar com o Tetra?

NOTAS:

Paulo Victor – Estava muito nervoso no primeiro tempo. Falhou no gol do Palmeiras – 5,0

Leonardo Gomes – Melhorou a sua performance – 7,0

Geromel – Monstro. Mito. Imortal! – 10

Kannemann – Um cão rottweiler que mete medo em qualquer atacante – 10

Cortez – Marcou com nunca o perigoso Dudu – 8,0

Maicon – Estava bem, porém, se machucou – 6,0

Matheus Henrique – Jogou muito bem de novo – 8,0

Alisson – Cresceu e marcou o gol da virada – 8,0

Jean Pyerre – Foi um maestro do meio de campo – 7,0

Everton – Obrigado por não ser vendido. Que jogador! Que jogada! – 10

André – Muito abaixo dos demais – 5,0

Rômulo – Talvez sua melhor partida. Marcou muito – 8,0

Pepê – Entrou bem e quase marcou gol – 7,0

Tardelli – Entrou para ajudar na recomposição e no contra-ataque – 6,0

Renato Portaluppi – Merece a segunda estátua – 9,0

Samuca Scarton

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. Fenachamp 2019

    3 outubro | 08:00 - 27 outubro | 17:00
  2. XXIV Baile de Casais | Caravággio Vila Flores

    19 outubro | 22:30

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido