You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

Nada mudou – Grêmio 1×1 Bahia (Copa do Brasil – Quartas de Final – ida)

O futebol que o Grêmio vinha apresentando, antes da parada para a Copa América, em nada lembrava os melhores momentos do futebol apresentado nos últimos anos. Claro que muito, devido as diversas lesões e convocações.

Devido a todas estas situações, a parada que houve, imaginava-se que poderia ser importantíssima para recuperar jogadores e o futebol. Porém, isto não se viu no jogo diante do Tricolor da Bahia. Recuperamos jogadores sim, mas em compensação, o futebol, este, está muito longe. E para um time que vinha jogando mal, porque 10 dias de folga? Só se retoma um bom trabalho com treinamento. Everton, que jogou a Copa América estava lá, com todo o gás, já outros, mesmo com esta folga, continuam se arrastando…

O jogo desta quarta (10), partida de ida das Quartas da Copa, não soubemos apresentar bom futebol e o fator casa, somado ao mais importante: construir uma vantagem, nem que fosse mínima para a partida da volta, daqui a duas semanas em Salvador!

Salvo exceções, o time parece cansado, sem inspiração, perdido, sem contar que nas atividades pós parada, o time que entrou em campo foi diferente dos treinamentos. Talvez em relação a ausência do Tardelli, fez com que fossem necessária as mudanças. Nosso time foi sofrível, técnico mexendo mal, jogadas somente individuais, não temos mais o coletivo.

Temos MUITO a melhorar!

Sem contar que a teimosia do nosso treinador, esta, continua a mesma, e vai acabar morrendo abraçado as suas convicções e escalações. Falo do atacante André. E o maior absurdo, no meu ver, foi a saída do Jean Pyerre e não a do inútil centroavante.

E nos próximos jogos, nas próximas semanas, teremos uma decisão por semana. E a grande incógnita: será que vamos conseguir mostrar um bom futebol?

Não precisa ser o que foi apresentado nos últimos anos, mas precisamos melhorar e muito, pois no final de semana teremos o Brasileirão em que o time não está bem na tabela, e na sequência, em duas semanas, decisões por classificação à Semifinal da Copa do Brasil e Quartas de final da Copa Libertadores, sempre decidindo fora de casa.

Em outros momentos, conseguíamos uma vantagem no primeiro jogo. Mas neste ano está bem complicado. Podemos buscar o resultado fora de casa? Sim, mas há muita coisa por melhorar.

Para finalizar; tomara que eu esteja enganado, mas será que o ciclo de Renato Gaúcho não está chegando ao fim?

NOTAS:

Paulo Victor – Falhou no gol de empate que iniciou num erro do André que deu o contra-ataque ao adversário – 5,0

Leonardo Gomes – Criou jogadas, mas poderia ter tido maior participação – 6,0

Geromel – Raramente falha, desta vez falhou – 6,0

Kannemann – Fora de ritmo após retorno de lesão – 5,0

Cortez – Não apareceu para ajudar a equipe – 5,0

Maicon – Qualidade no passe – 8,0

Matheus Henrique – Não foi sua melhor noite – 5,0

Alisson – Parece cansado, perdeu muitas jogadas – 4,0

Jean Pyerre – Só faltou o gol, pois fez tudo. Inaceitável a substituição – 8,0

Everton – Mesmo sem folga, mostrou que tem bala na agulha e responsabilidade – 9,0

André – Alguém manda ele para uma balada 24h e deixem ele lá – 3,0

Pepê – Buscou o jogo com sua velocidade característica – 6,0

Luan – Acrescentou pouco – 5,0

Vizeu – Entrou e em seguida saiu por lesão; é muito azarado – 3,0

Renato Portaluppi – Ainda vai morrer abraçado a sua teimosia com seu bruxo – 5,0

Jhon Louis

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido