You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Geral Política

Em Brasília, governadores entregam demandas ao presidente Bolsonaro

Em reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro, com o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, 25 governadores e vice-governadores entregaram, na manhã desta quarta-feira (8/5), em Brasília, uma lista com sete demandas (veja abaixo) consideradas prioritárias pelos Estados. O governo federal, por sua vez, renovou o pedido de apoio dos chefes de Executivo à aprovação da Reforma da Previdência.

O governador Eduardo Leite explicou que o fato de o governo federal estabelecer a aprovação da Reforma da Previdência como condicionante à evolução de outras pautas federativas, demandadas pelos governadores, é compreensível.

“No RS, também pedimos que os prefeitos e que a sociedade entendam a importância de reformar o Estado, do ponto de vista estrutural, incluindo a reforma das carreiras do exercício público e do sistema previdenciário, para que o Estado tenha condição de adimplir os compromissos”, detalhou.

(Brasília - DF, 08/05/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro durante reunião com Presidente do Senado Federal, Davi Alcolumbre. Foto: Carolina Antunes/PRPresidente Jair Bolsonaro participou do café da manhã com governadores na casa do presidente do Senado – Foto: Carolina Antunes / Presidência da República

Mais uma vez, Leite deixou claro o apoio incondicional à Reforma da Previdência, uma vez que considera que a verba consumida do orçamento federal com o déficit do sistema previdenciário elimina a possibilidade de investimentos em outras áreas. “A reforma, por si só, produz benefícios para o futuro do Brasil, dos brasileiros e dos Estados”, declarou.

O presidente do Senado, Davi Alcolumbre, explicou que o café da manhã, que também contou com a presença do chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, tinha como intuito discorrer sobre o papel dos governadores e dos parlamentares na reconstrução da sociedade brasileira.

Condições financeiras

“O problema é que, se quisermos redistribuir a arrecadação, precisamos, primeiro, ter arrecadação, equilibrar as contas. Aí entra a importância da Reforma da Previdência”, explicou, reforçando o pedido de apoio à medida por parte dos governadores.

O governador também lembrou que a aprovação na Assembleia gaúcha, na terça-feira (7/5), da emenda constitucional que retira a exigência de plebiscito para a venda de três estatais (CEEE, Sulgás e Companhia Riograndense de Mineração) deixa o Estado mais perto de aderir ao Regime de Recuperação Fiscal.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. ExpoBassano | Nova Bassano

    23 maio | 12:00 - 26 maio | 19:00
  2. Ultramen | SOAL

    6 julho | 23:30

WhatsApp


error: Este conteúdo é protegido