You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Geral Policial

Suspeito de Caso Potrich é preso em Encantado

Após decisão registrada em cartório, na tarde desta quinta-feira, 25, pela juíza Jacqueline Bervian, do Fórum de Encantado, o suspeito de ter assassinado e ocultado o cadáver do bancário Jacir Potrich, de Anta Gorda se entregou no Fórum de Encantado há poucos minutos, as informações são do Portal Eco Regional.

A Polícia Civil chegou a ir na casa do suspeito mas não encontrou. Logo após, ele se entregou.

O pedido de prisão preventiva foi enviado em denúncia pelo Ministério Público de Encantado na terça-feira, 23 de abril, quando o promotor André Prediger apresentou novos fatos.

Além disso, a Polícia Civil de Anta Gorda também entregou o inquérito nesta semana, indiciando o suspeito por homicídio qualificado e ocultação de cadáver.

Na denúncia de Prediger, ele afirma que “Trata-se de novo pedido objetivando a prisão preventiva de C. A. W. P., em razão de novas circunstâncias que surgiram após a denúncia.

Prediger conta que a Delegacia de Polícia de Anta Gorda, por meio de seu setor de investigação, remeteu cópias de ocorrência policial da esposa da vítima. A qual vem sendo coagida e constrangida pelo réu, bem como cópia de imagens que demonstram a investida do mesmo contra ela, e, por fim, certidão dando conta de que outras pessoas da comunidade de Anta Gorda vem sendo molestadas pelo acusado, cuja postura agressiva e prepotente graças à manutenção da sua liberdade, vem causando gravame e medo”, diz a denúncia.

RELEMBRE O CASO

Jacir Potrich saiu da agência em que era gerente na tarde da terça-feira, 13 de novembro. Quem o viu disse que estava com aparência normal, o expediente havia sido cumprido sem alterações e ele passou na residência do amigo Moisés Dalla Vecchia, na Linha Quinta, onde pescou.

Às 19h07min, o bancário chegou à sua casa, onde morava com a esposa Adriane Balestreri Potrich (52) e o sobrinho. Ele foi até um ambiente comum do condomínio para fazer a limpeza dos peixes – nas mãos, um balde, peixes e um copo que havia sido usado para tomar caipira. Na sequência, limpou o resultado da pesca e não foi mais visto. As informações preliminares davam conta de que as câmeras de vigilância mostram a sua chegada, o trajeto até o quiosque e a caminhada em direção à piscina. Depois disto, Potrich não é mais visto.

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido