You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

O tal do copo meio cheio ou meio vazio – VEC 1×1 Avenida (Campeonato Gaúcho – 1ª Rodada)

E mais um Campeonato Gaúcho se iniciou para o nosso Pentacolor neste último fim de semana. Coube ao Veranópolis dar o pontapé inicial na edição de 2019. Diante do seu torcedor no La Farinera, carinhosamente chamado assim por nossa equipe esportiva, o VEC recebeu o Avenida e apenas marcou passo no sábado (19).

Depois de uma série intensa de preparação, onde o clube fez três jogos treinos (Seleções amadores de Vila Flores e Veranópolis e grupo de Transição do Grêmio), três amistosos (Caxias, São Luiz e Juventude) e ainda um triangular em Ijuí, quando encarou os donos da casa e o Pelotas, a equipe de Sananduva era uma verdadeira incógnita.

Muitos eram os que perguntavam como estava o time para a temporada. E era difícil falar algo tão sonhador, mas também não tínhamos aquele receio ou pessimismo. E foi mais ou menos nesta leva a estreia do VEC no Estadual deste ano. Para definir uma posição mais específica, basta ver pelo lado do copo meio cheio ou do copo meio vazio. A escolha é sua!

É bem verdade que a equipe do técnico Sananduva demorou para se encontrar em campo e o início beirou o copo meio vazio. Inclusive aquela nuvem negra pairou sobre o ADF, quando a lei do ex se confirmou através do belo gol de Marcos Paraná em jogava individual. No entanto, as coisas começaram a voltar a normalidade e o tal do copo meio cheio foi visto quando uma penalidade claríssima foi marcada pelo apitador. O capitão e jogador de maior destaque por parte do VEC, o atacante Juba marcou o gol de empate e do primeiro ponto do clube serrano na competição.

Na etapa final, foram duas bolas no poste e uma leve superioridade do VEC que não se traduziram em gols. Aí alguns podem voltar a ver o tal do copo meio vazio. No entanto, haviam desfalques, como o zagueiro Léo Dagostini e o volante Eduardinho na equipe. O segundo deve voltar neste meio de semana, contra o Novo Hamburgo, fora de casa, e os mesmos pessimistas, podem ver o mesmo copo, mas desta vez meio cheio com situações pontuais.

Se por um lado vimos as equipes reservas da dupla Gre-Nal vencerem na estreia, ambos fora de casa, também vimos a dupla Ca-Ju estrear com o pé direito, ambos longe do seu torcedor. Se pararmos ainda para pensar em dois pontos perdidos contra o Avenida, dentro de casa, o copo meio vazio não sai da cabeça do torcedor. Mas se vermos o outro lado, podemos também pensar no copo meio cheio. Isso porque o São José, bastante elogiado antes da competição mela mídia especializado, estreou com o pé esquerdo diante de um clube que subiu da Divisão de Acesso e é o próximo adversário do VEC no ADF. A dupla Bra-Pel sofreu derrotas em casa na estreia, o Brasil que o diga!?!?
E o que falar do Novo Hamburgo que há dois anos desbancou a dupla Gre-Nal e conquistou de forma inédita o Gauchão?!?!

Além de todos estes fatores, temos que lembrar que uma equipe praticamente nova está apenas no início do seu trabalho e apesar da competição ser breve, apenas lá pela 4ª rodada é que teremos mais definições do que cada clube pode almejar no Estadual. Até lá, seguimos acreditando e torcendo pelo nosso Pentacolor!

Avante VEC!

NOTAS:

Reynaldo – Sem culpa no gol e um pouco atrapalhado com os pés. No mais, conhecemos seu potencial – 6

Lito – Quem sabe, o setor mais carente do elenco – 3

Geninho – Fortes emoções – 4

Negretti – É para ser o Xerife da zaga. Não demonstrou na estreia – 4

Jadson – Acredito que tem mais potencial na zaga do que na lateral. Não comprometeu – 6

Everton Dias – Volante raíz, dá sustentação para o sistema defensivo, mas por vezes esteve fora de posição – 5

Kaio – Jogador de mais mobilidade; praticamente joga em linha com Everton Dias, mas gostei da sua atuação – 6

Taiberson – No primeiro tempo, junto com Juba, foi quem mais tentou. Tem muito a acrescentar ainda – 7

Juninho – Tem qualidade, mas pareceu um pouco acanhado. Tentou arriscar alguns chutes, mas sem sucesso – 6

Juba – O melhor do VEC em campo. Lhe caiu muito bem a faixa de capitão. Personalidade na cobrança de pênalti – 8

Macena – Praticamente não acertou nada do que tentou – 3

Túlio Renan – Boas arrancadas pela direita, mas poderia ter sido mais incisivo no um contra um – 6

Talles Cunha – Tem muita qualidade e foi prejudicado ano passado por uma lesão. Sentiu um pouco a estreia mas ainda vai ajudar bastante – 5

Patrick – Pouco acrescentou ao seu concorrente da posição – 4

Sananduva – Acredito que ainda vai conseguir tirar o melhor de cada atleta em curto prazo. Tem o voto de confiança do torcedor do clube por sua história e pelo profissional que é – 7

Nato Sangali

– Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui e faça parte de nosso grupo.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. We Love Neon Edição Veranópolis | SOAL

    13 setembro | 23:30 - 14 setembro | 05:00

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido