Notícias

Chuva causa transtornos em seis cidades do Rio Grande do Sul, aponta Defesa Civil, Veranópolis também teve transtornos

A chuva e o vento forte que atingiu parte do Rio Grande do Sul nesta segunda-feira (17), causaram estragos em pelo menos seis municípios. Boletim divulgado na tarde do mesmo dia pela Defesa Civil, aponta que 13 residências foram atingidas e quatro pessoas tiveram de sair de casa.

A Defesa Civil apontou transtornos em Arambaré, Piratini e São Lourenço do Sul, no Sul do estado; Bagé, Pinheiro Machado e Pedras Altas, na Região da Campanha.

As pessoas que tiveram de deixar suas residências são todas de Arambaré, conforme o boletim. Foram quatro moradores que ficaram desalojados – foram abrigados por amigos ou familiares – após uma residência ter ficado parcialmente destelhada. A caixa d’água da residência tombou.

Bagé também teve residências destelhadas pelo vento, além da queda de árvores e postes de fiação elétrica, o que deixou moradores sem luz. Pedras Altas teve 10 residências parcialmente destelhadas, além da queda de árvores e postes. Uma árvore caiu sobre um carro, mas ninguém se feriu.

São Lourenço do Sul teve duas residências e um posto de saúde parcialmente destelhados, além de quedas de árvores e falta de energia. A Defesa Civil do município distribuiu lonas a moradores. Também foi registrado destelhamento em Piratini.

Estragos no Vale do Rio Pardo

O Vale do Rio Pardo também teve estragos. Em Encruzilhada do Sul, segundo o Corpo de Bombeiros, foram registrados estragos na área central, em alguns bairros e no interior do município.

Árvores ficaram caídas e algumas residências tiveram parte do telhado arrancada. Fachadas de algumas lojas foram danificadas.

Em Santa Cruz do Sul, o vento forte também provocou queda de árvores e destelhamento de algumas casas. Ninguém ficou ferido.

Falta de luz

De acordo com a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE), o estado tinha às 5h da manhã desta terça-feira (18) cerca de 55,5 mil clientes sem energia elétrica – 30 mil na Região Metropolitana de Porto Alegre, 15 mil na Região Centro-Sul, 5 mil na Região Sul e, os demais, estão no restante da área de concessão.

Em Veranópolis

Transtornos também foram sentidos em Veranópolis com a forte chuva que caiu próximo das 19h, moradores do Bairro Santo Antônio enviaram vídeos a Studio sobre a água que invadiu residências, segundo os mesmos, o problema é frequente.

A reportagem conversou com o Secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente, Romeo Mattielo Tedesco, que diz ter pleno conhecimento da situação do local citado no bairro Santo Antônio, mas obras dependem da Corsan, o mesmo relatou inclusive que usará os vídeos enviados pelos moradores como forma de pressionar ainda mais a autarquia governamental.

Também moradores do Bairro São Peregrino enviaram imagens da Rua Frei Inácio Curtareli, a qual ficou alagada com as fortes chuvas.

Confira imagens enviadas pelos moradores:

Receba as notícias da Studio via WhatsApp

Receba as notícias da Studio via Telegram

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
error: Alert: Conteúdo Protegido

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios