You dont have javascript enabled! Please download Google Chrome!

Resenhas Studio Sports

O empate que não serviu para ninguém – Vitória 0x0 Grêmio (Campeonato Brasileiro – 37ª Rodada)

Na tarde deste domingo (25), o Imortal enfrentou o desesperado – e agora rebaixado – Vitória, em Salvador (BA). Apesar da evidente superioridade em relação ao adversário, o Grêmio perdeu muitos gols, graças a boa atuação do goleiro João Gabriel, a falta de pontaria e tranquilidade nos momentos decisivos, além dos caprichos dos Deuses do futebol, e dessa forma deixou escapar a oportunidade de encaminhar a vaga para a fase de grupos da Copa Libertadores da América e agora precisa contar com um improvável tropeço do São Paulo, que enfrenta o Sport Recife, diante da sua torcida, nesta segunda-feira (26).

O primeiro tempo ficou marcado por um relativo equilíbrio, tendo o Grêmio as oportunidades mais claras de marcar, porém, sem um domínio e posse de bola tão expressivo, aspecto esse, tão marcante nesta temporada. Sobraram passes errados e algumas entradas ríspidas de ambas as equipes.

Na etapa final, com as mudanças promovidas por Renato, o Grêmio foi mais impetuoso e chegou muito próximo de abrir o placar, principalmente com a entrada de Alisson, dando mais movimentação e agilidade nas investidas do Tricolor na frágil defesa do Rubro-Negro baiano, que foi muito perigoso em dois contra-ataques e só não marcou graças as intervenções do goleiro Paulo Victor.

Nesta partida, o Grêmio começou a traçar a sua trajetória na próxima temporada, que começará muito provavelmente de forma antecipada com a participação nas fases preliminares da Libertadores, fator esse que pode ser decisivo na permanência de Renato no comando da equipe.

Além de reavaliar atletas como Ramiro, Léo Moura, Thonny Anderson, Jael e André, e outros que não participaram desta partida como Marcelo Oliveira e Douglas.

Mas não temos somente nuvens negras no horizonte tricolor, já é possível perceber as qualidades dos jovens Jean Pyerre e Mateus Henrique, que certamente serão revelações do futebol brasileiro no próximo ano.

Em tempo, nesse 26/11, está completando 13 anos de uma das jornadas mais épicas do futebol brasileiro: A Batalha dos Aflitos!

NOTAS:

Paulo Victor – Duas excelentes participações – 8,0

Léo Moura – Boa participação nas jogadas ofensivas – 6,5

Pedro Geromel – Apresentou a segurança habitual – 6,5

Kannemann – Sofreu muito com as investidas pelo seu lado – 6,5

Bruno Cortez – Boa participação, mas precisa caprichar nos cruzamentos – 6,0

Michel – Foi discreto, preocupou-se em marcar – 5,0

Cícero – Uma boa cabeçada – 5,0

Ramiro – Muita entrega e pouca técnica – 4,5

Jean Pyerre – Não estava na sua melhor jornada – 5,5

Everton – As melhores jogadas passaram por ele – 8,0

André – A falta de confiança ficou evidente – 4,0

Alisson – Deu mais movimentação e volume de jogo – 7,5

Jael – Incomodou a defesa do Vitória – 6,0

Thonny Anderson – Precisa melhorar muito – 4,0

Renato Portaluppi – Corrigiu uma escalação equivocada durante a partida – 6,0

Cassi Romildo Marin

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. 7º Luau na Sede do Sangue Frio | Sexta Loka

    12 abril | 22:00
  2. Roupa Nova | X Femaçã

    13 abril | 22:00

WhatsApp


error: Este conteúdo é protegido