You dont have javascript enabled! Please enable it!

Resenhas Studio Sports

A noite do confronto duplo – Vasco 1×1 Internacional (Campeonato Brasileiro – 31ª Rodada)

Vasco e Internacional ficaram no empate na noite da última sexta (26), em São Januário. O resultado não foi bom para nenhuma das equipes.

A necessidade de vitória fez com que as duas equipes assumissem posturas ofensivas desde os primeiros minutos de partida. Com Nico López caindo pelos lados do campo, o time visitante criava mais dificuldades para a defesa cruz-maltina. No Vasco, Maxi López ficava isolado na frente e pouco participava do jogo.

Os dois times marcavam forte e o jogo ficou muito truncado pelo excesso de faltas. As duas equipes encontravam grande dificuldades para chegar na área, principalmente porque atuavam com poucos jogadores na zona de ataque. O primeiro tempo foi de um jogo morno e até feio de assistir, diga-se de passagem.

O duelo no entanto, melhorou bastante no segundo tempo, quando as duas equipes adotaram comportamento mais ofensivo e passaram a procurar a vitória. O Vasco voltou a mostrar dificuldades para fazer a bola chegar em Maxi López, enquanto o time colorado sentiu muito a falta de Leandro Damião no comando do ataque.

O Internacional com suas trocas melhorou e encontrou seu gol com Jonatan Álves. O Colorado seguiu melhor em campo, mas após uma marcação de pênalti, no final do jogo, o Vasco chegou ao empate com Maxi López.

Odair Hellmann, na minha opinião, errou em sua escalação. O Inter já jogou e até vem demostrando que precisa alguém fincado na área e, Nico López neste jogo, não era este camisa 9 de referência. Tanto é, que o Inter melhorou com as substituições, principalmente com a entrada do centroavante uruguaio.

Junto a tudo isso, a arbitragem da noite foi uma vergonha. Não assinalou um pênalti claro para cada lado, e o pior, não anotou uma falta clara em Nico no final do jogo. Em decorrência desta não marcação de falta, o árbitro ainda errou ao anotar pênalti para o Vasco, onde Kelvin já estava caindo e esbarra na perna de Cuesta.

Lembrando que o quarto árbitro do jogo era o mesmo da confusão da partida anterior entre Inter x Santos.

Realmente os times precisam se unir e decidir todos pelo VAR, mas mesmo com ele, está mais do que na hora de educar e ensinar os árbitros, porque a cada rodada que passa não é de futebol que falamos, e sim dos erros dos árbitros neste ou naquele jogo.

NOTAS:

Marcelo Lomba – Esteve bem, pena não pegar o pênalti de Maxi – 7

Fabiano – Só marca e as vezes nem isso consegue. Tem que sair do time – 5

Moledo – Ainda recuperando o ritmo após lesão – 6

Cuesta – Pareceu um pouco nervoso com faltas desnecessárias – 5

Iago – Vem mal há tempos, já pode ir para o banco também – 5

Dourado – Marcou muito bem, mas tomou um amarelo bobo – 7

Edenilson – Apareceu bem no ataque. Irá fazer falta pela expulsão após o apito final – 7

Patrick – Era um dos melhores da equipe, mas vem em baixa a algum tempo – 6

D’Alessandro – Não repetiu suas atuações anteriores – 6

Rossi – Mal, não deveria nem sair jogando – 5

Nico López – Cresceu no jogo após se posicionar pelo lado do campo. Não pode ser o “falso 9” – 7

Wellington Silva – Merece mais oportunidades. Antes ele que Rossi – 7

Jonatan Álves – Por incrível que pareça foi o melhor em campo – 8

Odair Hellmann – Errou na escalação – 5

Richa Eschiavon

Quer receber as notícias da Studio no seu WhatsApp? Então clique aqui.

A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

error: Este conteúdo é protegido