Notícias Policial

Dois a três criminosos ainda estariam soltos após ataque a carro-forte na Serra, acredita polícia

A polícia acredita que dois a três homens ainda estejam soltos na região da Serra, uma semana após um ataque a carro-forte entre Bento Gonçalves e Veranópolis na terça-feira (6). Conforme o capitão Diego Caetano de Souza, comandante da 1ª Companhia do 3º Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (3º BPAT), a polícia recebeu ainda no domingo (11) relatos de moradores que avistaram suspeitos na região.

Equipes de Porto Alegre do 1º Batalhão de Operações Especiais reforçam o efetivo da Brigada Militar (BM) nas buscas, que são feitas também com auxílio de cães do 12º Batalhão de Polícia Militar de Caxias do Sul. O cerco está montado em um raio de 20 quilômetros entre as cidades de Monte Belo do Sul e Santa Tereza.

Conforme o capitão, o homem de 46 anos que foi preso na madrugada de domingo (11) estava se alimentando de uvas e também pedindo comida a moradores. Ele recebeu pão e queijo em uma casa. O homem foi encontrado em uma residência a 10 quilômetros do local onde os três primeiros suspeitos foram detidos.

No sábado (10), a BM encontrou mais uma arma de uso restrito, um fuzil calibre 7.62 de fabricação argentina, com carregador e munição próximo ao local do ataque, em meio à vegetação. Outras armas utilizadas pelo bando já haviam sido apreendidas pela Polícia Civil após o assalto – uma metralhadora calibre .50, um fuzil 5,56 e um fuzil 7.62.

Com informações de Diego Mandarino da Rádio Gaúcha.


A Rádio Studio não se responsabiliza pelo uso indevido dos comentários para quaisquer que sejam os fins, feito por qualquer usuário, sendo de inteira responsabilidade desse as eventuais lesões a direito próprio ou de terceiros, causadas ou não por este uso inadequado.

Agenda | Próximos Eventos

  1. 8º Encontro de Carros Antigos e Aviões

    domingo, 14 Abril | 08:00

WhatsApp

error: Este conteúdo é protegido